DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM EDUCAÇÃO ESPECIAL E A CONTRIBUIÇÃO DO ENSINO COLABORATIVO

Autores

  • Leonardo Santos Amâncio CABRAL
  • Aline Maira da SILVA

DOI:

https://doi.org/10.36311/2358-8845.2018.v4n1.06.p61

Resumo

a formação de professores para a atuação em uma perspectiva inclusiva, seja em escolas regulares ou em instituições especializadas, ainda demanda muita discussão no que se refere ao trabalho desenvolvido com estudantes do público alvo da Educação Especial. De maneira geral, observamos que os profissionais se sentem despreparados para tal atuação, principalmente diante da responsabilidade legal posta pelas atuais políticas educacionais. Desta forma, o presente artigo teve como objetivo discutir, de maneira empírica, as problemáticas identificadas em estudos do Observatório Nacional de Educação Especial, a saber: a) falta de professores especializados; b) insuficiência na formação inicial; c) insuficiência na formação continuada; d) críticas aos processos atuais de formação de professores especializados para a inclusão escolar; e) necessidade de melhorias na qualidade da formação; f) definição de papeis dos educadores; g) condições de trabalho do professor especializado e h) o desafio de aproximar a universidade e os contextos escolares. As discussões presentes na literatura acerca destas temáticas, indicaram o trabalho colaborativo como uma possibilidade na formação de docentes para atuarem na perspectiva inclusiva. Indicaram, ainda, que esse trabalho possibilita o alcance dos aspectos necessários para o desenvolvimento deste trabalho, tais como: tempo, suporte, recursos, pesquisas, monitoramento e persistência na troca de experiências e diálogos, como auxílio para planejar, desenvolver e avaliar os alunos. De forma geral, conclui-se que universidade, escola e família precisam fortalecer suas relações desde a formação docente, visando um trabalho colaborativo que auxilie na inclusão escolar de alunos do público-alvo da Educação Especial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Santos Amâncio CABRAL

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Aline Maira da SILVA

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Downloads

Publicado

2017-09-20

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)