Discussões sobre avaliação de políticas e programas como intrumento de maximização da eficiência no setor público

Autores

  • Williams Martinho Soares de Sousa Universidade Federal da Paraíba
  • Michael Steffones da Silva Ribeiro Universidade Federal da Paraíba
  • Allan Gustavo Freira da Silva Universidade Federal de Campina Grande

DOI:

https://doi.org/10.36311/2447-780X.2020.v6.n1.07.p87

Palavras-chave:

Políticas Públicas, Avaliação de Políticas e Programas, Eficiência, Setor Público

Resumo

O escopo do presente trabalho consiste em discutir sobre a relação existente entre a prática da avaliação de políticas e programas públicos e a observação do princípio da eficiência na Administração Pública, uma vez que tal princípio figura como um dos norteadores a toda ação de incumbência governamental. Neste artigo, investiga-se os principais tipos de avaliação de políticas e programas apontados pela literatura do campo, desvendando-se de que forma essas avaliações podem ser visualizadas como instrumentos capazes de maximizar a eficiência no Setor Público. Para tanto, procedeu-se à realização de uma pesquisa bibliográfica baseando-se em estudos desenvolvidos por pesquisadores como Weiss (1998), Di Pietro (2002), Rossi, Lipsey e Freeman (2004) e Saravia (2006), dentre outros, discorrendo-se sobre o conceito de política pública, de avaliação e do próprio princípio da eficiência. Concluiu-se que embora haja fortes razões para que as avaliações de políticas e programas públicos sejam realizadas continuamente, percebe-se que predomina a negligência, por parte dos gestores, quanto a esse instrumento que é capaz de orientar sobre as ações ineficazes e fomentar a eficiência no Setor Público.

Recebido: 29/10/2019
Aceito: 02/12/2020

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Williams Martinho Soares de Sousa, Universidade Federal da Paraíba

 

Mestre em Gestão Pública e Cooperação Internacional (UFPB). Especialista em Gestão de Políticas Públicas

(UFCG) e graduado em Gestão Pública (UFCG). williams_cgp@hotmail.com

Michael Steffones da Silva Ribeiro, Universidade Federal da Paraíba

Mestre em Gestão Pública e Cooperação Internacional pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Pós-graduado em Ciência Política. Pós-graduado em Direito Constitucional. Bacharel em Direito.

Experiência com coordenação de políticas e programas públicos educacionais. Atualmente é servidor do Poder Judiciário da União no Conselho da Justiça Federal.

Email: steffonesadv@hotmail.com

Allan Gustavo Freira da Silva, Universidade Federal de Campina Grande

Doutorando em Administração (2019) pela Universidade Potiguar (UnP), Mestre em Desenvolvimento

Regional (2016) pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Especialista em Gestão Pública (2015) pela Faculdade Internacional Signorelli (FISIG), Graduado em Gestão Pública (2014) pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Participa dos grupos de pesquisa "Instituições, Gestão Pública e Desenvolvimento Sustentável"; "Gestão Pública e Cidades Inteligentes (GEPCI)"; e "Grupo Inovação, Tecnologia e Pesquisa na Paraíba (GiTecPB)". Atua nas áreas de Instituições Políticas; Gestão Pública; Desenvolvimento Regional; Políticas Públicas; Sustentabilidade; e Meio Ambiente. É professor efetivo na Universidade Federal de Campina Grande, área de Administração Pública, no campus de Sumé - PB, exercendo funções administrativas e desenvolvendo atividades de ensino, pesquisa e extensão. Tendo atuado, entre 2015 a 2017, como técnico-administrativo do quadro permanente de pessoal do CDSA/UFCG, no setor de Coordenação de Projetos e Modernização Administrativa - CPMA. Integra o Banco de avaliadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - BASis - INEP - MEC. É o idealizador e editor-chefe da Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento - RBGD (cdsa.revistas.ufcg.edu.br/index.php/rbgd), vinculada ao Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido (CDSA/UFCG).

Email: allangfs@hotmail.com

Downloads

Publicado

2020-12-03

Edição

Seção

Artigos de Pesquisa