Um estudo sobre evasão no curso de engenharia civil

Autores

  • George Farias IFCE
  • Maria de Lourdes da Silva Neta Instituto Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.36311/2447-780X.2020.v6.n2.04.p47

Palavras-chave:

Evasão, engenharia civil, Estatística

Resumo

A evasão dos discentes na educação básica e superior impacta na sustentabilidade das instituições formativas e na qualidade educacional. Os cursos de Engenharia apresentam índices de formandos menores que 50% e, quando analisamos as turmas de Engenharia Civil, esse quantitativo é ainda menor, indicando que existe um elevado índice de desistência do curso. Desse modo o objetivo do trabalho foi estudar o índice de evasão do curso de Engenharia Civil do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE, campus Fortaleza, com o intuito de analisar e fornecer dados para auxiliar na gestão do curso e no planejamento das ofertas considerando o índice de evasão. A metodologia de abordagem qualitativa e quantitativa utilizou-se dos dados fornecidos pela coordenação de controle acadêmico – CCA, por meio do sistema Q-acadêmico. O arquivo fornecido estava em formato de planilha eletrônica, contendo o número de matrícula de cada alunos, a situação da matrícula e situação de matrícula no período, e não continha a identificação do estudante. O período dos dados coletados foi entre as turmas de 2012.2 até 2018.2. Com as informações fornecidas, calculou-se o índice de evasão para cada turma e efetuou-se análise estatística. Como resultado, obteve-se o número de estudantes evadidos em relação à quantidade de estudantes ingressantes em cada turma. Dessa forma, a instituição investigada pode utilizar a equação, AE = -3,889 + 0,449 TM, para gerir os cursos, planejar a oferta de outras turmas do curso de Engenharia Civil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-29

Edição

Seção

Artigos de Pesquisa