A prática de assessoria no AEE

mudanças no processo de aprendizagem nos alunos com TDAH

Autores

  • Grazielle Franciosi da Silva Fundação Catarinense de Educação Especial
  • Luciana da Silva Fundação Catarinense de Educação Especial
  • Andre de Souza Rocha Fundação Catarinense de Educação Especial
  • Kelly Cristina Schmidt
  • Marcelo Dias

DOI:

https://doi.org/10.36311/2358-8845.2020.v7n2.p33

Palavras-chave:

Atendimento Educacional Especializado, Assessoria, Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade

Resumo

Este artigo, derivado da pesquisa: “Investigação de intervenções pedagógicas do Serviço de Atendimento Educacional Especializado (AEE)”, tem o objetivo de refletir sobre a importância do trabalho realizado nas visitas de assessorias no serviço do AEE, com o propósito de construir um conjunto de ações que se estruturam no conhecimento a despeito das especificidades dos alunos, metodologias, práticas de ensino e na coletividade do trabalho entre os professores de turma e o professor do AEE. Mostra que a evolução dos sujeitos com Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) pode ocorrer por meio de adequações, manejos e informações elementares na prática de sala de aula, que se estruturam em grandes avanços no seu desempenho e na práxis do professor. O olhar especializado do professor do AEE, acompanhado da capacidade dos professores de sala em prover um ensino realmente comprometido com o saber, podem subsidiar uma aprendizagem de maior qualidade e efetivamente democrática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Grazielle Franciosi da Silva, Fundação Catarinense de Educação Especial

Pedagoga no CENAP/ FCEE. Pedagoga. Fonoaudióloga. Especialista em Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental com
ênfase em Educação Especial e em Psicopedagogia.

Luciana da Silva, Fundação Catarinense de Educação Especial

Professora de AEE no CENAP/FCEE. Pedagoga. Especialista em Interdisciplinaridade na Educação e Atendimento Educacional
Especializado.

Andre de Souza Rocha, Fundação Catarinense de Educação Especial

Fisioterapeuta da FCEE e Mestre em Ciência do Movimento Humano pela Universidade do Estado de Santa Catarina.

Kelly Cristina Schmidt

Fisioterapeuta da FCEE e Mestre em Ciência do Movimento Humano pela Universidade do Estado de Santa Catarina.

Marcelo Dias

Fisioterapeuta da FCEE e Mestre em Ciência do Movimento Humano pela Universidade do Estado de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2020-12-21

Edição

Seção

Artigos