CONTRIBUIÇÃO DA EQUOTERAPIA PARA A PARTICIPAÇÃO E QUALIDADE DE VIDA DO PRATICANTE COM PARALISIA CEREBRAL EM DIFERENTES CONTEXTOS

Autores

  • Laianne ROSAN
  • Ligia Maria Presumido BRACCIALLI
  • Rita de Cássia Tibério ARAUJO

DOI:

https://doi.org/10.36311/2358-8845.2016.v3n1.06.p48

Resumo

A equoterapia definida como um método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo como instrumento cinesioterapêutico visa promover o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência. Estudos apontam para a possibilidade de seu efeito positivo sobre os aspectos motores dos praticantes, porém, ainda existe pouca evidência sobre seu efeito na qualidade de vida e na participação destes em seus ambientes cotidianos. Este estudo teve por objetivo verificar se a equoterapia contribui para a qualidade de vida e participação de praticantes com paralisia cerebral nos contextos familiar, escolar e comunitário. Essa avaliação ocorreu com base na opinião de seis cuidadores primários de praticantes da equoterapia com diagnóstico de paralisia cerebral. Foram utilizados os seguintes critérios de inclusão: ser cuidador primário da criança com diagnóstico de paralisia cerebral há pelo menos seis meses; praticante com idade entre três e onze anos. Foram excluídos do estudo aqueles participantes responsáveis por praticantes que possuíram frequência menor que 75% nas sessões de equoterapia. Os cuidadores responderam às perguntas de três questionários padronizados. Na comparação dos dados obtidos, ao início e após nove meses de intervenção, segundo Teste Wilcoxon, constatou-se impacto favorável na qualidade de vida medida pelo Questionário PedsQl (p= 0.0938) e na participação na comunidade medida pelo Questionário PEM-CY (p= 0.0625) ). Conclui-se, pela importância do tratamento realizado, sobretudo quanto aos seus efeitos sobre o desenvolvimento e habilidades sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laianne ROSAN

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Ligia Maria Presumido BRACCIALLI

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Rita de Cássia Tibério ARAUJO

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Downloads

Publicado

2016-12-22

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)