Teorias da lei natural: Pufendorf e Rousseau

Autores

  • Luiz Felipe Netto de Andrade e Silva Sahd

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31732007000200014

Palavras-chave:

lei natural, liberdade, moralidade,

Resumo

O presente artigo tem como objetivo reconstruir argumentos centrais desenvolvidos por Jean-Jacques Rousseau. Contra Samuel Pufendorf, Rousseau defende que a justiça não é natural. Ele recusa todo compromisso com a lei natural tradicional para voltar à posição de Thomas Hobbes. Ora, no estado originário de natureza, os princípios racionais da lei natural que expõe Pufendorf não podem ser conhecidos, e, por conseguinte, quando puderem ser conhecidos, não serão aplicados por natureza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-12-01

Como Citar

Sahd, L. F. N. de A. e S. (2007). Teorias da lei natural: Pufendorf e Rousseau. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 30(2), 219–234. https://doi.org/10.1590/S0101-31732007000200014

Edição

Seção

Artigos e Comentários

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.