Notícias

Chamada para volume especial

Trans/Form/Ação: revista de filosofia da Unesp

(publicação: segundo trimestre de 2021)

 “Filosofia(s) do Sul: entre a África e a América Latina”

 PRAZO PARA SUBMISSÃO: 15 DE AGOSTO DE 2020

Os estudos sobre movimentos sociais e de protesto no Sul Global, e nomeadamente em África e em América Latina, se multiplicaram ao longo dos últimos anos, devido, essencialmente, ao seu protagonismo, que levou a mudanças significativas, quer em termos de obtenção de novos direitos, quer na arena política. Entretanto, o que prevaleceu foi uma aproximação epistemológica baseada em pesquisas empíricas, carecendo ainda, na maioria dos casos, uma reflexão mais profunda sobre os elementos ontológicos da sociedade civil africana e latino-americana no seu todo. Inquietações sobre a sua natureza, o que é que ela pretende, para que ela atua, que tipo de princípios éticos e políticos ela propõe, quais seus limites e desafios são apenas algumas das questões que uma reflexão filosófica deveria trazer à tona, indo além do estudo meramente descritivo da mesma.

Num constante diálogo com as outras disciplinas das ciências sociais, este número da revista Trans/Form/Ação incentiva a submissão de artigos sobre sociedade civil e movimentos sociais no Sul Global, com referência especial aos casos africanos e latino-americanos, inclusivamente no diálogo que estes conseguiram estabelecer, em consideração dos muitos elementos comuns às duas áreas geográficas. Será interessante compreender os elementos dialéticos e dialógicos entre espaços de originalidade de filosofias e modos de vida centrados em tradições epistemológicas típicas da cultura africana, tais como o Ubuntu, a Razão Negra ou práticas tradicionais ou comunitárias, assim como na tradição pós-colonial latino-americana, que desaguou em várias correntes de pensamento, ainda hoje atuais. De preferência, os artigos deverão trazer reflexões centradas em abordagens filosóficas pós-coloniais, relativas ao continente africano assim como à diáspora e aos desafios similares enfrentados pelos países latino americanos, capazes de propor modelos de pensamento e de existência que partam da necessidade de uma mudança radical do paradigma atual, a que a sociedade civil poderá contribuir sobremaneira.

Serão classificados apoximadamente quinze artigos, distribuídos, proporcionalmente, em torno de três grandes eixos: Ética, Filosofia Política e Epistemologia. Serão aceitos manuscritos de pesquisadores/as doutores/as preferencialmente nativos ou de instituições do hemisfério sul. Os temas, filosóficos ou de interesse filosófico, sendo historiográficos, devem se basear, na sua essência, em pensadores/as desta parte do planeta.

Os textos devem seguir as normas para publicação da revista, expostos em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/transformacao/Normas. Em especial, devem estar de acordo com o modelo padrão, que pode ser baixado em: https://drive.google.com/file/d/1ltAX4T52jnldtN3eWdbQUhhdvD3XdfBM/view.

Ao submter o artigo na página da revista, ele deve ser nomeado da seguinte maneira: FILOSOFIAS DO SUL, NOME DO TEXTO SUBMETIDO.

Como vem acontecendo a partir deste ano, os manuscritos aprovados na avaliação duplo-cega serão comentados pelos pareceristas, havendo a anuência dos envolvidos.

Esperamos que este volume especial possa trazer contribições para o pensamento político, ético e espistemológico, ampliando o conhecimento sobre questões pertinentes ao hemisfério e possibiltando o fortalecimento de uma filosofia do sul.

  • Trans/Form/Ação inaugura novas práticas de avaliação e revisão de manuscritos e democratização do conhecimento

    2020-06-02
  • Chamada para número especial: “Filosofia(s) do Sul: entre a África e a América Latina”

    2020-04-15

    Chamada para número especial

    Trans/Form/Ação: revista de filosofia da Unesp

    (publicação: segundo trimestre de 2021)

     “Filosofia(s) do Sul: entre a África e a América Latina”

     PRAZO PARA SUBMISSÃO: 15 DE AGOSTO DE 2020

     Os estudos sobre movimentos sociais e de protesto no Sul Global, e nomeadamente em África e em América Latina, se multiplicaram ao longo dos últimos anos, devido, essencialmente, ao seu protagonismo, que levou a mudanças significativas, quer em termos de obtenção de novos direitos, quer na arena política. Entretanto, o que prevaleceu foi uma aproximação epistemológica baseada em pesquisas empíricas, carecendo ainda, na maioria dos casos, uma reflexão mais profunda sobre os elementos ontológicos da sociedade civil africana e latino-americana no seu todo. Inquietações sobre a sua natureza, o que é que ela pretende, para que ela atua, que tipo de princípios éticos e políticos ela propõe, quais seus limites e desafios são apenas algumas das questões que uma reflexão filosófica deveria trazer à tona, indo além do estudo meramente descritivo da mesma.

    Num constante diálogo com as outras disciplinas das ciências sociais, este número da revista Trans/Form/Ação incentiva a submissão de artigos sobre sociedade civil e movimentos sociais no Sul Global, com referência especial aos casos africanos e latino-americanos, inclusivamente no diálogo que estes conseguiram estabelecer, em consideração dos muitos elementos comuns às duas áreas geográficas. Será interessante compreender os elementos dialéticos e dialógicos entre espaços de originalidade de filosofias e modos de vida centrados em tradições epistemológicas típicas da cultura africana, tais como o Ubuntu, a Razão Negra ou práticas tradicionais ou comunitárias, assim como na tradição pós-colonial latino-americana, que desaguou em várias correntes de pensamento, ainda hoje atuais. De preferência, os artigos deverão trazer reflexões centradas em abordagens filosóficas pós-coloniais, relativas ao continente africano assim como à diáspora e aos desafios similares enfrentados pelos países latino americanos, capazes de propor modelos de pensamento e de existência que partam da necessidade de uma mudança radical do paradigma atual, a que a sociedade civil poderá contribuir sobremaneira.

    Serão classificados apoximadamente quinze artigos, distribuídos, proporcionalmente, em torno de três grandes eixos: Ética, Filosofia Política e Epistemologia. Serão aceitos manuscritos de pesquisadores/as doutores/as preferencialmente nativos ou de instituições do hemisfério sul. Os temas, filosóficos ou de interesse filosófico, sendo historiográficos, devem se basear, na sua essência, em pensadores/as desta parte do planeta.

    Os textos devem seguir as normas para publicação da revista, expostos em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/transformacao/Normas. Em especial, devem estar de acordo com o modelo padrão, que pode ser baixado em: https://drive.google.com/file/d/1ltAX4T52jnldtN3eWdbQUhhdvD3XdfBM/view.

    Ao submter o artigo na página da revista, ele deve ser nomeado da seguinte maneira: FILOSOFIAS DO SUL, NOME DO TEXTO SUBMETIDO.

    Como vem acontecendo a partir deste ano, os manuscritos aprovados na avaliação duplo-cega serão comentados pelos pareceristas, havendo a anuência dos envolvidos.

    Esperamos que este volume especial possa trazer contribições para o pensamento político, ético e espistemológico, ampliando o conhecimento sobre questões pertinentes ao hemisfério e possibiltando o fortalecimento de uma filosofia do sul.

    Saiba mais sobre Chamada para número especial: “Filosofia(s) do Sul: entre a África e a América Latina”
  • Trans/Form/Ação agora está no REDIB

    2020-04-07

    A Trans/Form/Ação: revista de filosofia, agora está no REDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico. https://redib.org/Search/Results?lookfor=trans%2Fform%2Fa%C3%A7%C3%A3o&type=AllFields&limit=20.

    Uma nova ferramenta para autores, leitores, avaliadores ter acesso a informações referentes à revista.

    REDIB é uma plataforma de agregação de conteúdos científicos e académicos em formato eletrónico, produzidos no âmbito ibero-americano, ou ligados a ele num sentido cultural e social mais amplo e geograficamente não restritivo. REDIB conta com uma clara vocação de promoção da inovação tecnológica das ferramentas de produção editorial. Estas facilitam o acesso, a difusão e a valorização da produção científica gerada nos países do seu âmbito de atuação, especialmente nos vários idiomas que lhes são próprios. Os destinatários desta informação são quer a comunidade académica quer a sociedade em geral, assim como os responsáveis, gestores e analistas de políticas científicas. Internet assegura o alcance global desta informação.

    Saiba mais sobre Trans/Form/Ação agora está no REDIB
  • Trans/Form/Ação agora está no REDIB

    2020-04-07

    A Trans/Form/Ação: revista de filosofia da Unesp, agora está indexada na base de dados REDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico. https://redib.org/Search/Results?lookfor=trans%2Fform%2Fa%C3%A7%C3%A3o&type=AllFields&limit=20.

    Com isso, possibilitamos aos nossos autores, leitores, avaliadores, mais um meio de acesso e de busca dos produtos publicados na revista.

    REDIB é uma plataforma de agregação de conteúdos científicos e académicos em formato eletrónico, produzidos no âmbito ibero-americano, ou ligados a ele num sentido cultural e social mais amplo e geograficamente não restritivo. REDIB conta com uma clara vocação de promoção da inovação tecnológica das ferramentas de produção editorial. Estas facilitam o acesso, a difusão e a valorização da produção científica gerada nos países do seu âmbito de atuação, especialmente nos vários idiomas que lhes são próprios. Os destinatários desta informação são quer a comunidade académica quer a sociedade em geral, assim como os responsáveis, gestores e analistas de políticas científicas. Internet assegura o alcance global desta informação.

    Saiba mais sobre Trans/Form/Ação agora está no REDIB
  • Transformação lança novo fascículo especial

    2020-03-13

    A Trans/Form/Ação dedica este número especial à filosofia medieval, contando com dezessete artigos e uma tradução de medievalistas do país e do exterior. De temática variada, abrange as metodologias filosóficas (estruturalista, temática e histórica), o estatuto epistemológico da geomancia medieval latina, as duas maneiras de considerar a ciência (como hábito e como ato), a natureza do intelecto humano, a realidade da causa final, e temas concernentes a Agostinho, Maimônides, à mística, filosofia moral, lógica e retórica.

    Saiba mais sobre Transformação lança novo fascículo especial