Formação e inclusão de um surdo

contribuições da língua brasileira de sinais - LIBRAS

Autores

  • Adriano Pinheiro de Andrade Santos Univeridade do Estado do Rio Grande no Norte - UERN
  • Ana Lúcia Oliveira Aguiar Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)
  • Stenio de Brito Fernandes Secretaria de Estado da Educação e da Cultura do estado do Rio Grande do Norte– SEEC/RN

DOI:

https://doi.org/10.36311/2358-8845.2021.v8n2.p133-148

Palavras-chave:

Narrativas, Inclusão, Libras, Surdez

Resumo

Este estudo tem como objetivo compreender as contribuições da Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS para a vida e formação da pessoa surda no processo de construção do conhecimento e autonomia. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, tendo como metodologia a pesquisa (auto)biográfica como instrumento de investigação por meio das narrativas de um sujeito surdo. Os resultados apontaram que a LIBRAS proporcionou a pessoa surda uma construção do conhecimento e autonomia, com esse conhecimento a pessoa surda ressignificou momentos de superação a partir da reconstrução de si na convivência com o outro no seu dia a dia, oportunizando refazer seu caminho de vida e formação. Com base nas histórias de vida e formação do sujeito, as narrativas (auto)biográficas nortearam a compreensão de como ocorre a inserção do sujeito surdo no seu cotidiano, e abre um leque de possibilidades para futuros questionamentos acerca do processo de inclusão do sujeito surdo na sociedade, propiciando a (auto)formação construída no processo de (auto)conhecimento de si.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriano Pinheiro de Andrade Santos, Univeridade do Estado do Rio Grande no Norte - UERN

Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação - POSEDUC da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN (2019). Graduado em História pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (2006). Experiência no ensino superior durante o estágio de docência como bolsista. Atuei como Agente técnico especializado/operador de Áudio – Reitoria Diretoria de Políticas e Ações Inclusivas – DAIN/UERN. Experiência na área de TV como Repórter Cinematográfico. Atuou ministrando aula de História em instituições de ensino e grupos culturais. Atualmente, cursando Especialização em Mídias na Educação.

Ana Lúcia Oliveira Aguiar, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)

Graduada e Licenciatura em História pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Mestrado em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Doutorado em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Pós-Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Ceará (UFC) na linha de pesquisa Movimentos Sociais, Educação Popular e Escola. Tem Especialização em Inclusão pela Rede Municipal de Educação de Mossoró/RN, Curso da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), de Intérprete de LIBRAS, pela UERN e Curso de LEDOR, este pela CESGRANRIO, Curso de Legendagem para Surdos e Ensurdecidos, pela UFRN, Curso de Audiodescrição pela UFRN, Curso de Orientação e Mobilidade. Atualmente é professora Adjunta IV da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Foi bolsista de produtividade da UERN, membro dos Grupos de Pesquisa em Educação, Memória, (Auto) Biografia e Inclusão (GEPEMABI) da UERN e membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em História da Educação do Ceará (GEPHEC), da Universidade Federal do Ceará. É professora do Programa de Pós-Graduação, Mestrado em Educação, da UERN e representante da Linha de Pesquisa Formação Humana e Desenvolvimento Profissional Docente, no Programa de Pós Graduação em Educação/POSEDUC, vinculada ao Programa Interinstitucional de Doutorado em Ciências da Saúde (DINTER), Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, como co-orientadora. É Diretora da Diretoria de Políticas e Ações Inclusivas (DAIN), membro Titular da Comissão de Extensão da Pró-Reitoria de Extensão da UERN, membro representando a Diretoria de Políticas e Ações Inclusivas (DAIN), da Junta Multiprofissional da UERN. Bolsista de Produtividade da UERN. Coordena pesquisas de Iniciação Científica (PIBIC) e de Inovação Tecnológica (PIBIT) sobre a perspectiva (auto) biográfica da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte com apoio do CNPq, pesquisas sobre Deficiência Auditiva, Deficiência Física, Deficiência Visual e Deficiência Intelectual financiadas pela UERN e pelo CNPq, respectivamente. Coordenou pesquisa com apoio da Fundação de Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (FAPERN). Parecerista Ad Hoc junto à Comissão Permanente de Pesquisa (CPP) da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte e Membro Titular da Câmara de Pesquisa e Pós-Graduação, da UERN. Reúne experiência em pesquisas e extensão com populações camponesas, migrantes, Povos do Mar, Povos do Campo, Quilombolas, Caiçaras, em projetos Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Trabalho com a Metodologia da História Oral e (Auto) Biografia.

Stenio de Brito Fernandes, Secretaria de Estado da Educação e da Cultura do estado do Rio Grande do Norte– SEEC/RN

Mestre em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação (POSEDUC) da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) (2018), e relaciona-se à linha de pesquisa Práticas Educativas, Cultura, Diversidade e Inclusão. Especialista em Mídia na Educação pelo Núcleo de Educação a Distância (NEAD/UERN) (2015). Especialista em História do Brasil República pela UERN (2005), possui graduação em Geografia pela UERN (1999). Atualmente é professor estatutário no município de Porto do Mangue/RN (2003), no Ensino Fundamental II na Escola Municipal Francisca Serafim de Souza e concursado do Estado do Rio Grande do Norte (RN) (2006), com disciplinas de geografia no Ensino Fundamental II e Educação de Jovens e Adultos (EJA) na Escola Estadual Jerônimo Vingt Rosado Maia. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação, Memória (Auto) Biográfica e Inclusão (GEPEMABI/UERN). Participo do Projeto de Pesquisa em andamento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPEG/UERN), intitulado: Ascensão Social por meio dos estudos de estudantes de origem popular: da Educação Básica até a Universidade. Faço parte do Projeto de Extensão, intitulado: Histórias de Vida em Música, Teatro e Desenho: Vozes Silenciadas. Ação desenvolvida pela Diretoria de Políticas e Ações Inclusivas (DAIN/UERN) e Pró-Reitoria de Extensão (PROEX/UERN). Tem experiência na área de Educação no Ensino Fundamental II e EJA no Ensino de Geografia, Educação Inclusiva e Narrativas (auto) Biográficas.

Referências

ARAÚJO, Laine Reis. Inclusão Social do Surdo: Reflexões Sobre as Contribuições da Lei 10.436 à Educação, aos Profissionais e à Sociedade Atual. 2012. Disponível em: https://egov.ufsc.br/portal/conteudo/inclus%C3%A3o-social-do-surdo-reflex%C3%B5es-sobre-contribui%C3%A7%C3%B5es-da-lei-10436-%C3%A1-educa%C3%A7%C3%A3o-aos-profissi. Acesso em: 04 outubro 2021.

BOGDAN, Roberto C.; BIKLEN, Sari Knopp. Investigação qualitativa em educação. Tradução Maria João Alvarez, Sara Bahia dos Santos e Telmo Mourinho Baptista. Porto: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Senado Federal. Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência: N° 13.146/15. Brasília, 2015.

BRASIL. Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras e dá outras providências. Brasília, 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/%20l10436.htm. Acesso em: 27 dezembro 2019.

DEGRANDE, Deize Heloiza Silva. Inclusão educacional de surdos e ações colaborativas. Revista Diálogos e Perspectivas em Educação Especial, v.7, n.2, p. 49-62, Jul.-Dez., 2020. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/dialogoseperspectivas/article/view/8579. Acesso em: 07 novembro 2021.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17ª. ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1987.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. Trad. Beatriz Sidou. São Paulo: Centauro, 2006.

QUADROS, Ronice Müller. Estudos surdos I. [Petrópolis, RJ]: Arara Azul, 2006.

QUADROS, Ronice Müller. Estudos surdos II. [Petrópolis, RJ]: Arara Azul, 2007

SOARES, M. A. L. A Educação do Surdo no Brasil. Campinas: Autores Associados, 1999.

Downloads

Publicado

2021-12-22