‘AGIR COMO O ESPERADO, PARA CHEGAR ONDE NÃO SE É ESPERADA’: TRABALHO DOMÉSTICO EM CAMPO NA CIDADE DE MARÍLIA (SP)

Autores

  • Willians Alexandre Buesso da SILVA

DOI:

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2016.v9n1.04.p30

Palavras-chave:

Trabalho Doméstico, Marília, Classe Social, Gênero,

Resumo

O Trabalho Doméstico recebeu recentemente a regulamentação que estende as garantias trabalhistas para a categoria com a Emenda 72ª/2013, a conquista marca uma nova fase para a profissão que tardou a ser reconhecida legalmente desde a promulgação da Consolidação das Leis Trabalhistas de 1943. O seguinte artigo traz resultados de uma pesquisa de campo realizada na cidade de Marília (SP), com empregadas e patroas, sob a perspectiva do olhar histórico e antropológico sobre a profissão e quais suas características no presente, a partir de dados recentes. A profissão, que teve suas origens no período escravista no Brasil é caracterizada por indicadores de classe social, gênero e raça atualmente, fatores que identificam os resultados da pesquisa de campo a ser apresentada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Willians Alexandre Buesso da SILVA

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Downloads

Publicado

2016-11-25

Como Citar

SILVA, W. A. B. da. ‘AGIR COMO O ESPERADO, PARA CHEGAR ONDE NÃO SE É ESPERADA’: TRABALHO DOMÉSTICO EM CAMPO NA CIDADE DE MARÍLIA (SP). Revista Aurora, [S. l.], v. 9, n. 01, 2016. DOI: 10.36311/1982-8004.2016.v9n1.04.p30. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/6473. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Dossiê