Abdullah Öcalan como intelectual orgânico
PDF

Palavras-chave

Abdullah Öcalan
Antonio Gramsci
Hegemonia
Intelectual Orgânico

Como Citar

Abdullah Öcalan como intelectual orgânico: uma leitura Gramsciana. Revista Aurora, [S. l.], v. 14, n. 3, p. 117–134, 2021. DOI: 10.36311/1982-8004.2021.v14esp.p117-134. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/12698.. Acesso em: 22 jul. 2024.

Resumo

Neste trabalho, buscamos realizar uma análise do revolucionário curdo Abdullah Öcalan, a partir de um olhar gramsciano, em especial, buscando identificar o revolucionário curdo como um intelectual orgânico. Para isso, acompanhamos a história e desenvolvimento intelectual e militante de Abdullah Öcalan, desde a fundação do Partido dos Trabalhadores do Curdistão em 1978, na Turquia, seguindo os desenvolvimentos de sua atuação como secretario geral da organização, e as transformações teóricas que realizou após sua prisão em 1999. Após isso, passamos a relacionar as concepções teóricas de Abdullah Öcalan com as noções de Hegemonia e Guerra de Posição, defendidas pelo italiano Antonio Gramsci.

PDF

Referências

BAR-ON, Tamir. - From Marxism and nationalism to radical democracy: Abdullah Öcalan’s synthesis for the 21st century, in Challenging Capitalist Modernity II: Dissecting Capitalist Modernity–Building Democratic Confederalism. International Iniative Edition, Mezopotamya Publishinh House, 2015.

BAYÎK, Cemil. Preliminary Notes. In: ÖCALAN, Abdullah. Prison Writings: Roots of Civilization. Tradução de Klaus Happel. London: Pluto Press, 2007. p.13-21.

CICCARELLI, Roberto. Guerra de Posição. Dicionario Gramsciano: (1926-1937). São Paulo, Boitempo , 2017.

ÇIÇEK, Ali - The Party of Kurdistan “Third Revolution”. Disponível em , acesso em Outubro, 2020.

ÇIÇEK, Meral - Gramsci, Öcalan and the Postmodern Prince. Disponível em , acesso em Outubro, 2020.

CRUZ, C. N. Confederalismo Democrático - A Proposta de Abdullah Öcalan. 2018. Disponível em <https://www.academia.edu/43923114/Confederalismo_Democr%C3%A1tico_A_proposta_de_ Abdullah_%C3%96calan>, acesso em Outubro de 2020.

DORE, Rosemary; SOUZA, H.G. - Gramsci nunca mencionou o conceito de contra-hegemonia. Cad. Pesquis. São Lúis, v. 25, n. 3, jul./set.2018.

GRAEBER, David - Öcalan as Thinker: On the Unity of Theory and Practice as Form of Writting, in “Buildin Free Life - Dialogues with Öcalan, PM Press, 2020.

GRAMSCI, Antônio – Poder, Política e Partido. Edição: Emir Sader. Tradução: Eliana Aguiar, Expressão Popular, 2012.

LIGUORI, Guido; VOZA, Pasquale. Dicionario Gramsciano: (1926-1937). São Paulo, Boitempo , 2017.

MARTINS, Helena. Comunicações em tempo de crise. São Paulo: Expressão Popular;Popular: Fundação Rosa Luxemburgo, 2020.

ÖCALAN, Abdullah. Declaração do Confederalismo Democrático no Curdistão. 2005. Disponível em<https://bibliotecaanarquista.org/library/declaracao-do-confederalismo-democratico-no-curdistao>. Acesso em Out. 2020

ÖCALAN, Abdullah. Democratic Nation. Disponível em <https://theanarchistlibrary.org/library/ abdullah-ocalan-democratic-nation>, acesso em Outubro, 2020.

ÖCALAN, Abdullah. Guerra e Paz no Curdistão. London, Cologne: The International Initiative for the Freedom of Abdullah Öcalan – Peace in Kurdistan, 2008.

ÖCALAN, Abdullah. Öcalan: I am withdrawing because I could not find an interlocutor. Disponível em <https://anfenglishmobile.com/features/ocalan-i-am-withdrawing-because-i-could-not-find-an- interlocutor-1176>, acesso em Outubro, 2020.

ÖCALAN, Abdullah. The Road Map to Democratization of Turkey and Solution to the Kurdish Question - Summmary. London, Cologne: The International Initiative for the Freedom of Abdullah Öcalan – Peace in Kurdistan, 2012.

SADER, Emir. Introdução. In: GRAMSCI, Antônio – Poder, Política e Partido. Edição: Emir Sader. Tradução: Eliana Aguiar, Expressão Popular, 2012.

ÜSTÜNDAĞ, Nazan. A autodefesa como prática revolucionária em Rojava, ou como desfazer o Estado. In: BIBLIOTECA TERRA LIVRE; COMITÊ DE SOLIDARIEDADE À RESISTÊNCIA CURDA DE SÃO PAULO. Şoreşa Rojavayê: Revolução, uma palavra feminina. São Paulo: Biblioteca Terra Livre, 2016. cap. 2, p. 129-146.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Revista Aurora

##plugins.themes.healthSciences.displayStats.downloads##

##plugins.themes.healthSciences.displayStats.noStats##