“Custa nada sonhar” em tempos de hiperinflação

um retrato bem humorado da trágica realidade econômica brasileira no início da década de 1990

Autores

  • Pedro Pellegrino de Oliveira Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus Marília

DOI:

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2022.v15.n1.p155-170

Palavras-chave:

Itamar Assumpção e Paulo Leminski, Hiperinflação, Indústria Fonográfica, Produção Musical Independente

Resumo

Este artigo busca analisar o contexto social, político, econômico e cultural brasileiro no início dos anos 1990. O trabalho tem como base a análise crítica da canção “Custa Nada Sonhar” (Itamar Assumpção/ Paulo Leminski) que possibilita a abertura para o desenvolvimento do tema proposto. Inicialmente, apresenta através de breves comentários a trajetória pessoal e profissional dos compositores. Em seguida, parte para a análise da canção dividida em texto e música. Para assim, através dos elementos presentes na obra, tratar o momento político e econômico do início desta década e o impacto ocasionado pela crise econômica no setor da indústria fonográfica. Assim como, o desenvolvimento da produção musical independente como via alternativa à lógica da indústria e do mercado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-10-18

Como Citar

PELLEGRINO DE OLIVEIRA, P. “Custa nada sonhar” em tempos de hiperinflação: um retrato bem humorado da trágica realidade econômica brasileira no início da década de 1990. Revista Aurora, [S. l.], v. 15, n. 1, p. 155–170, 2022. DOI: 10.36311/1982-8004.2022.v15.n1.p155-170. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/12599. Acesso em: 27 fev. 2024.

Edição

Seção

Dossiê