A política internacional entendida como a política do poder

princípios teóricos do realismo político

Autores

  • Luiz Fernando Mocelin Sperancete UNESP

DOI:

https://doi.org/10.36311/10.36311/1982-8004.2021.v14.n2.p35-58

Palavras-chave:

Realismo político., Política internacional, Estado, Nação

Resumo

O presente artigo consiste em uma exposição dos princípios teóricos do realismo político moderno para o estudo da política internacional. Para tanto, apresenta-se os seis princípios de proposto por Hans Morgenthau visando elucubrar a dinamicidade das relações entre os principais atores internacionais para esta corrente teórica, relações estas que são baseadas no interesse próprio e na busca pela maximização do poder nacional a nível internacional. A utilização dos conceitos de Nação, Estado-nação e nacionalismo jogam luz sobre a dinâmica conflituosa da política internacional, levando em conta elementos que conformam o poder nacional, os quais, por sua vez, são instrumentalizados pela esfera política, que está acima de todas as demais esferas de análise, de forma que os recursos que as nações detêm são fontes que determinam o tipo de engajamento que terão no plano internacional.

Recebido em 21/02/2021
Aprovado em 30/05/2021

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Fernando Mocelin Sperancete, UNESP

Mestre em ciências sociais pela PUC-SP e história econômica pela USP, doutorando em Ciências Sociais (linha de pesquisa relações internacionais e desenvolvimento) na UNESP, e pesquisador do LEA (Laboratório de Estudos da Ásia) da USP e do NACI (Núcleo de Análise de Conjuntura Internacional) da PUC-SP.

Downloads

Publicado

2021-11-11

Edição

Seção

Dossiê