O ensino da língua portuguesa:

a realidade do estudante surdo em Arapiraca – AL

Autores

  • Anderson Francisco Vitorino UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS
  • Maria Gabryelle da Silva Santos Universidade Federal de Alagoas – Campus Arapiraca
  • Rita de Cácia Santos Souza Universidade Federal de Sergipe - Campus São Cristovão

DOI:

https://doi.org/10.36311/2358-8845.2022.v9n1.p27-36

Palavras-chave:

Ensino para surdos. Práticas pedagógicas. Inclusão escolar.

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo verificar a prática pedagógica em sala de aula que inclui alunos surdos, a partir do contexto atual em que a verificação ocorreu. Destaca também os principais problemas encontrados no ensino de Língua Portuguesa na modalidade escrita para surdos em sala de aula inclusiva. A pesquisa é de abordagem qualitativa, tendo por procedimento metodológico o estudo de caso. São perceptíveis, nas escolas atuais, as dificuldades que rodeiam o ensino de modo geral, mas, principalmente, quando temos como foco o aluno surdo. A turma observada tinha duas alunas surdas, professora, intérprete de Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS e alunos ouvintes. Toda a interação estabelecida entre alunas surdas e professora/alunos ouvintes, acontecia por intermédio da intérprete de LIBRAS. Nas aulas não existiam recursos didáticos visuais na perspectiva de práticas pedagógicas para compreensão das alunas surdas. Diante disso, foi analisado que a interação entre as duas comunidades era quase impossível na ausência da intérprete. Com todos os enfrentamentos e a partir da realidade que o aluno surdo é submetido, há séculos, percebe-se que a verdadeira inclusão social desta comunidade ainda não se efetivou. Diante disso, a pesquisa ganha cada vez mais relevância acadêmica, social e cultural. Assim, sustenta a importância do pertencimento linguístico nas averiguações realizadas quanto ao ensino para pessoa surda.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anderson Francisco Vitorino, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

Doutorando em Educação pela Universidade Federal do Paraná. Professor de Libras da Universidade Federal de Alagoas – Campus Arapiraca.

Maria Gabryelle da Silva Santos, Universidade Federal de Alagoas – Campus Arapiraca

Graduanda em Letras (Português) – Universidade Federal de Alagoas – Campus Arapiraca.

 

Rita de Cácia Santos Souza, Universidade Federal de Sergipe - Campus São Cristovão

Doutora em Educação. Professora da Universidade Federal de Sergipe - Campus São Cristovão

Downloads

Publicado

2022-08-16

Edição

Seção

Fluxo Contínuo