Inserção internacional do Brasil contemporâneo: o pêndulo das mudanças

Autores

  • Meire Mathias

DOI:

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2012.v6n1.2702

Palavras-chave:

política externa brasileira, desenvolvimento, inserção internacional, diretriz política.

Resumo

O ensaio se reporta a inserção internacional do Brasil a partir dos anos 90, período em que foram definidas novas estratégias econômicas de desenvolvimento para o país, que incidiram mudanças na política exterior. Do governo Collor ao governo Lula (1990-2010), a trajetória de mudanças não foi retilínea, considerando que as alterações no papel do Estado corresponderam à definição de estratégias para o desenvolvimento nacional, bem como intervieram nos rumos da inserção internacional do Brasil. Se nos anos 90 os governos brasileiros decidiram pela implementação de reformas voltadas para o mercado, a partir de 2003, se recoloca uma visão que busca contemplar determinados aspectos de política industrial e, por isso, faz alusão a um tipo de desenvolvimento cauto à atividade produtiva nacional. O estudo não abandona a consideração de variáveis sistêmicas para uma melhor apreensão dos limites e possibilidades de atuação internacional do país, não obstante, rejeita a concepção de cisão entre política interna e política externa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-20

Como Citar

MATHIAS, M. Inserção internacional do Brasil contemporâneo: o pêndulo das mudanças. Revista Aurora, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 161–174, 2021. DOI: 10.36311/1982-8004.2012.v6n1.2702. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/2702. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Especial