A metamorfose dos partidos de origem na classe trabalhadora: caracterizando o objeto a partir da social-democracia clássica

Autores

  • Henrique Cignach

DOI:

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2012.v6n1.2700

Palavras-chave:

classe trabalhadora, metamorfose de partidos políticos, social-democracia, sociologia política.

Resumo

O tema geral e objeto deste trabalho é a chamada metamorfose dos partidos políticos de origem na classe trabalhadora, através da análise da experiência social democrata européia, associada ao progressivo abandono da estratégia revolucionária e aceitação da estratégia reformista. O Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD) foi o partido classicamente identificado à explicação do fenômeno de transformação dos primeiros grandes partidos de trabalhadores, um processo de transformação da social democracia de origem radical para a social-democracia conhecida como partidos reformistas de escopo social conciliatório e economicamente keynesianos, promotores de um desenvolvimento capitalista aparentemente controlado pelo Estado. Este artigo realiza uma revisão bibliográfica dentre as diversas análises e interpretações deste fenômeno de metamorfose que apresenta características atuais para explicar os processos de metamorfose de partidos políticos brasileiros, como o caso do Partido dos Trabalhadores (PT).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-20

Como Citar

CIGNACH, H. A metamorfose dos partidos de origem na classe trabalhadora: caracterizando o objeto a partir da social-democracia clássica. Revista Aurora, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 123–138, 2021. DOI: 10.36311/1982-8004.2012.v6n1.2700. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/2700. Acesso em: 27 fev. 2024.

Edição

Seção

Miscelânea