Uma análise sobre o consumo atual de drogas
PDF

Palavras-chave

Individualismo
Juventude
Tédio
Insuficiência Vexaminosa

Como Citar

MORALES, L. A. Uma análise sobre o consumo atual de drogas. Revista Aurora, [S. l.], v. 5, p. 119–138, 2021. DOI: 10.36311/1982-8004.2012.v5n0.2368. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/2368. Acesso em: 14 abr. 2024.

Resumo

O artigo analisa algumas das características atuais do consumo de drogas. Duas fontes de dados são usadas: entrevistas realizadas, entre 2005 e 2008, com dependentes químicos e dois relatos sobre a questão das drogas, publicados pelo mercado editorial (Paraísos Artificiais de Charles Baudelaire e A última Casa de Ópio de Nick Tosches). Dois conceitos são priorizados: tédio e insuficiência vexaminosa. Através deles, demonstra-se que a atual dinâmica do individualismo, centrada na produção contínua do desvalor ao passado e no impulso para uma competitividade triunfante, está empobrecendo a vida coletiva e fazendo expandir em larga escala o uso de substâncias psicoativas.
https://doi.org/10.36311/1982-8004.2012.v5n0.2368
PDF

Referências

ARENDT, Hanna – A vida do espírito: o pensar, o querer e o julgar. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2000, 4o edição.

BALZAC, Honoré de. Tratado dos excitantes modernos. São Paulo: Landy Editora, 2004.

BARTH, Fredrik. “A análise da cultura nas sociedades complexas”. In: LASK, Tomke (org.). O guru, o iniciador e outras variações antropológicas. Rio de Janeiro: Contracapa, 2000.

BAUDELAIRE, Charles. Paraísos Artificiais. Porto Alegre: L&PM, 1998

CAMUS, Albert. Avesso e Direito. Rio de Janeiro: Record, 1995.

CIORAM, Emil. Entrevistas com Sylvie Jaudeau. Porto Alegre: Editora Sulina, 2001.

COMFORT, David. O livro dos mortos do rock: revelações sobre a vida e a morte de sete lendas do Rock’n’roll. São Paulo: Aleph, 2010.

DUMONT, Louis. O Individualismo: uma perspectiva antropológica da idade moderna. Rio de Janeiro: Rocco, 1985.

HOBSBAWM, Eric. Era dos Extremos: o Breve Século XX: 1914 – 1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

LEVI-STRAUSS, Claude. O Pensamento Selvagem. Campinas: Papirus, 1987. MAUSS, Marcel. Sociologia e Antropologia. São Paulo: EPU/EDUSP, 1974

MONTI, Mario Rossi. Contrato Narcisista e clínica do vazio. Revista Latino-Americana de Psicopatologia Fundamental, São Paulo, v.11, n.2, 2008, p.239-253.

RUSSELL, Bertrand. The Conquest of Happiness. London: Allen & Unwin, 1930.

SANTOS, Ricardo. Em SP, cortadores de cana usam crack para aumentar a produção. Disponível em: http://www.viomundo.com.br/denuncias/em-sp-cortadores-de-cana-usam-crack-para-aumentar-a- producao.html Acessado: 30/9/2011

TOSCHES, Nick. A Última Casa de Ópio. São Paulo: Ed. Conrad, 2006.

WEXLER, Haskell & LANDAU, Saul – Brazil: A report on torture (1971). Disponível em: http:// www.youtube.com/watch?v=yFfD4f-lg8w&feature=related Acessado: 12/01/2012.

WINNICOT, Donald. Playing and Reality. London: Tavistock, 1971.

WISNIK, José Miguel. Iluminações Profanas (poetas, profetas e drogados). In: Novaes, Adauto. O olhar. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2012 Revista Aurora

Downloads

Não há dados estatísticos.