Política, burocracia e ajustes estruturais do capitalismo brasileiro
PDF

Palavras-chave

Ajustes Estruturais
reformas econômicas
burocracia
governo Cardoso

Como Citar

SILVA, F. C. da. Política, burocracia e ajustes estruturais do capitalismo brasileiro . Revista Aurora, [S. l.], v. 5, n. 2, p. 141–156, 2021. DOI: 10.36311/1982-8004.2012.v5n2.2355. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/2355. Acesso em: 19 abr. 2024.

Resumo

Este artigo pretende esboçar brevemente o conjunto geral das medidas de reforma econômica que compunham os chamados “ajustes estruturais”, proposta que se delineava já na década de 1980, consolidando-se na década de 1990 para, num segundo momento, demonstrar alguns aspectos da configuração institucional sobre a qual aquelas reformas foram politicamente implementadas. O poder de decisão de que foi dotada a equipe econômica no governo Fernando Henrique Cardoso é tomado como a variável chave que viabilizou o relativo sucesso de implementação de um amplo programa de reformas.
https://doi.org/10.36311/1982-8004.2012.v5n2.2355
PDF

Referências

BACHA, Edmar. Perspectivas Econômicas Brasileiras em Regime de Feijão com Arroz Á La Marcílio. . In Economia e Política da crise Brasileira: O pensamento da equipe Fernando Henrique. Rio de Janeiro: editora Rio Fundo, 1995

DINIZ, Eli. Globalização: reforma do estado e teoria democrática contemporânea. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 15, n. 4, out./dez. 2001.

FIORI, José Luís. Os moedeiros falsos. 5. ed. Petrópolis RJ: Vozes, 1998.

FIORI, José Luís. Sobre a crise do estado brasileiro. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 9, n.3, jul./set. 1989.

FIORI, José Luís. Brasil no Espaço. Petrópolis RJ: Vozes, 2001

HAGGARD, Stephan; KAUFMAN, Robert.O estado no inicio e na consolidação da reforma orientada para o mercado. In: SOLA, Lourdes (Org.). Estado, mercado e democracia: política e economia comparadas. Rio de Janeiro: Paz e terra, 1993. p. 391-421.

JAYME JR. Frederico G e CROCCO, Marco Aurélio. Independência do Banco Central: Incompatibilidade entre teoria e prática. In: Reforma Política no Brasil. Orgs AVRITZER, L e ANASTASIA, F. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007.

LAFER, Celso. O Sistema Político Brasileiro. São Paulo: Editora Perspectiva S.A, 1978. LIJPHART, Arend. Modelos de Democracia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

LOUREIRO, Maria Rita. Os Economistas no Governo. Rio de Janeiro: Editora Getúlio Vargas, 1997.

LOUREIRO, M Rita e ABRUCIO, F. Luiz. Política e Reformas Fiscais no Brasil Recente. Revista de Economia Política, vol 24, no 1 (93), janeiro-março 2004.

LOUREIRO, M Rita e ABRUCIO. Política e Burocracia no Presidencialismo Brasileiro: o papel do Ministério da Fazenda no primeiro governo Fernando Henrique Cardoso. RBCS Vol 14 no 41 outubro 1999.

MARTINS, Luciano. Estado Capitalista e Burocracia no Brasil pós 64. Rio de Janeiro:Paz e Terra, 1991

MARX, Karl. O dezoito brumário de Luis Bonaparte. São Paulo: Abril S.A, 1974.

OFFE, Claus. Problemas estruturais do estado capitalista. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1984.

RESENDE, A. Lara. O processo hiperinflacionário e as reformas modernizadoras. In Economia e Política da crise Brasileira: O pensamento da equipe Fernando Henrique. Rio de Janeiro: editora Rio Fundo, 1995.

SCHUMPETER, Joseph A. Capitalismo, Socialismo e Democracia. Rio de Janeiro: Editora Fundo de Cultura, 1961.

TAVARES, Maria da Conceição; FIORI, José Luiz. (Des) ajuste global e modernização conservadora. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

WEBER, Max. Parlamentarismo e governo numa Alemanha Reconstruída. São Paulo: Abril S.A, 1974

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2012 Revista Aurora

Downloads

Não há dados estatísticos.