Cultura, identidade e memória

Autores

  • Conselho Executivo e Editor da Revista Aurora Universidade Estadual Paulista (Unesp) image/svg+xml

DOI:

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2011.v5n1.1716

Palavras-chave:

Apresentação, Cultura, Identidade , memória

Resumo

A Seção Dossiê desta edição contempla a temática: 'Cultura, Identidade e Memória'. Nela abrimos com o artigo da autora Valdeli Coelho Collares, intitulado "O véu depois do 11 de setembro: A identidade e o direito das mulheres islâmicas”, versando sobre questões importantes para o debate acerca de Comunitarismo e Universalismo, que baseiam as argumentações sobre os direitos humanos destas mulheres mostrando as contradições e complexidade da problemática. Em seguida, os autores Carlos Alexandre Barros Trubiliano e Zeila Aparecida Pereira Dutra, contribuem com o artigo "Algumas questões sobre a racionalidade ocidental", que tem como objetivo fazer uma breve reflexão sobre a razão e o modo como ela conduz a dinâmica das relações sociais no ocidente. O terceiro trabalho, de autoria de Camila Rodrigues da Silva, cujo I título é "(Re) leitura de Inquéritos Policiais: a memória das múltiplas identidades femininas. As Cidades Paulistas, sociedade e cultura décadas 1920-40.", refere-se a apresentação dos resultados de uma pesquisa documental (Inquérito Policial) de casos que contemplam as relações de gênero na circunscrição da Comarca de Bauru. O artigo "O Processo de colonização da África Equatorial segundo as narrativas dos missionários católicos: Zâmbia, 1890-1990", de Jefferson Olivatto da Silva, fecha a Seção Dossiê utilizando a etnografia historiográfica para encontrar os sinais diacríticos operantes entre a população Bemba em seu contato com os missionários. Na Seção Miscelânea, temos o artigo de Cesar Augusto Alves da Silva intitulado “A questão da experiência em Marx, Benjamin e Adorno e suas implicações” Apresentando reflexões oportunas para a experiência contemporânea. Em seguida, “Mundialização do capital e precarização do trabalho: a regressão capitalista”, de Newton Ferreira da Silva, nos apresenta uma breve análise acerca da precarização do trabalho, no bojo do processo de mundialização do capital. O terceiro trabalho desta seção intitula-se “A dialética da heroificação: sobre como um ministro e uma revista se convertem em heróis nacionais”, escrito por Roberto Efrem Filho. Na sequência, trazendo à tona um tema bastante atual, temos o artigo “As formas de distribuição de renda no cenário internacional: o modelo de desenvolvimento econômico dos países escandinavos – o caso da Noruega da década de 30 a meados dos anos 80” escrito por Marina Salomão de Freitas Assunção de Carvalho. O último trabalho desta seção é o importante artigo “Os fundamentos do liberalismo clássico: a relação entre Estado, direito e democracia”. A discussão que permeia a análise feita pelo autor, Marcelo Lira Silva, centra-se na tese de que liberalismo e democracia podem ser caracterizados enquanto termos antitéticos.  Por fim, na Seção Especial, a Revista Aurora traz a contribuição do Professor Dr. Pedro Novelli (Unesp-Botucatu) o artigo “A Marginalização que a privatização promove”. Em seguida o Professor Dr. Anderson Deo, apresenta-nos o trabalho “O sentido da Revolução Brasileira”. Esta seção se encerra com a colaboração da Professora Dra. Angélica Lovatto (Unesp-Marília),  Finalizando os trabalhos, apresentamos a resenha feita por Inês Cristina dos Santos, do livro da Professora Dra Angélica Lovatto intitulado “A utopia nacionalista de Hélio Jaguaribe: Os tempos do ISEB”.

 

Downloads

Publicado

2021-12-17

Edição

Seção

Apresentação