As relações sociais de gênero no trabalho e na reprodução
PDF

Palavras-chave

Trabalho
Releções sociais de Gênero
divisão sócio-sexual do trabalho

Como Citar

NOGUEIRA, C. M. As relações sociais de gênero no trabalho e na reprodução. Revista Aurora, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 59–62, 2010. DOI: 10.36311/1982-8004.2010.v3n2.1231. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1231. Acesso em: 28 maio. 2024.

Resumo

relações sociais de gênero, entendidas como relações desiguais, hierarquizadas e contraditórias, seja pela exploração da relação capital/trabalho, seja pela dominação masculina sobre a feminina, expressam a articulação fundamental da produção/reprodução. De certa forma, essa articulação nos remete ao binômio da exploração/opressão de gênero confirmando a nossa opção de refletirmos, sobre a divisão sócio-sexual do trabalho, tanto no espaço produtivo, quanto no reprodutivo, pois, dessa forma, temos a oportunidade de salientar as dimensões objetivas e subjetivas, individuais e coletivas existentes nessa relação.

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2010.v3n2.1231
PDF

Referências

Chesnais, F., A Mundialização do Capital, Xamã, São Paulo, 1996.

Kergoat, D., “A Relação Social de Sexo. Da reprodução das relações sociais à sua subversão, (mímeo, s/d).

Marx, K., Manuscritos econômico-filosóficos de 1844. São Paulo, Ática, 1983.

Mészáros, I., Para Além do Capital, Boitempo Editorial, São Paulo, 2002.

Mitchell, J., La Condición de la Mujer, Editorial Anagrama, Barcelona, 1977.

Nogueira, C. M., A Feminização no Mundo do Trabalho, Autores Associados, Campinas - SP, 2004.

Nogueira, C. M. O Trabalho Duplicado, Expressão Popular, São Paulo, 2006.

Oliveira, F., “A produção dos homens: notas sobre a reprodução da população sob o capital”. In Estudos Cebrap, n. 16, São Paulo.

Pena, M. V. J., Mulheres e Trabalhadoras, Editora Paz e Terra, Rio de Janeiro, 1981.

Saffioti, H., “Violência de Gênero: O Lugar da Práxis na Construção da Subjetividade”. In Lutas Sociais, Xamã Editora, S.P., 1997.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2011 Revista Aurora

Downloads

Não há dados estatísticos.