O CONCEITO DE CRÍTICA NAS OBRAS DE JUVENTUDE DE MARX

Autores

  • ESTEVAM ALVES MOREIRA NETO

DOI:

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2008.v2n1.1197

Palavras-chave:

Crítica. Marxismo. Ontologia.

Resumo

Esse artigo visa a fazer uma discussão sobre o conceito de crítica nas obras de juventude de Marx. Empreendimento que tem como condition sine qua non o exame rigoroso da obra marxiana e o respeito a seu estatuto ontológico. Principalmente nos tempos atuais em que criticar se torna sinônimo de dogmatismo e de sectarismo por ser oposta ao “pluralismo metodológico”. Esse artigo visa a fazer uma discussão sobre o conceito de crítica nas obras de juventude de Marx. Empreendimento que tem como condition sine qua non o exame rigoroso da obra marxiana e o respeito a seu estatuto ontológico. Principalmente nos tempos atuais em que criticar se torna sinônimo de dogmatismo e de sectarismo por ser oposta ao “pluralismo metodológico”. Pois estamos convencidos de que, se a definição de um conceito central, como, por exemplo, o conceito de crítica, for incerto, então o conhecimento que for construído sobre tal conceito provavelmente também será comprometido e, conseqüentemente, as políticas construídas com base em tal conhecimento poderão ser equivocadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-12-20

Edição

Seção

Miscelânea