Volta à África

(re)africanização e identidade religiosa no candomblé paulista de origem bantu

Autores

  • Renato Ubirajara dos Santos Botão Universidade Estadual Paulista (Unesp) image/svg+xml

DOI:

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2008.v2n1.1189

Palavras-chave:

religião, candomblé, identidade

Resumo

O presente artigo é o resultado de uma pesquisa de mestrado sobre a questão da (re)construção (ou resgate) da identidade religiosa dos adeptos do candomblé nação angola-congo. A pesquisa foi realizada em dois terreiros do Estado de São Paulo, cujos pais-de-santo procuram resgatar a identidade afro brasiliera-bantu, tentando implantar em seus terreiros rituais de religiões africanas do norte de Angola, o que chamamos mais comumente de (re)africanização. Nossos resultados apontam para: 1) um novo tipo de relacionamento entre o candomblé angola da Bahia e o de São Paulo; 2) o fato de que a questão da (re)africanização é diferente em cada terreiro. 

Biografia do Autor

  • Renato Ubirajara dos Santos Botão, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

    Graduado em Filosofia e mestre em Ciências Sociais pela Unesp/Marília; membro do Nupe - Núcleo Negro da Unesp para Pesquisa e Extensão.

Referências

BARTH, F. Grupos étnicos e suas fronteiras. In: POUTIGNAT, P; STREIFF-FENART, J. Teorias da etnicidade: seguido de grupos étnicos e suas fronteiras de Fredrik Barth. São Paulo: Editora da Unesp, 1998.

BASTIDE, R. As religiões africanas no Brasil. São Paulo: Livraria Pioneira Editora, 1971.

BORHEIM, G. O Conceito de Tradição. In: Tradição-Contradição. Rio de Janeiro: Zahar, 1987.

BROWN, Diana. Umbanda: religion and politics in urban Brazil. New York: Columbia University Press, 1994.

BRAGA, J.S. Fuxico de candomblé: estudos afro- brasileiros. Feira de Santana: UEFS, 1988.

CANEVACCI, M. Sincretismos. São Paulo: Studio Nobel, 1996.

COHEN, A. O Homem Bidimensional.Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

FERRETTI, S. Repensando o sincretismo. São Paulo: EDUSP/FAPEMA, 1995.

FRIGERIO, A. Reafricanização em diásporas religiosas secundárias: a construção de uma religião mundial. Religião e Sociedade, 2005, n.2, v.25, pp. 136- 160.

GIDDENS, A. Mundo em descontrole: o que a globalização está fazendo de nós. Rio de Janeiro: Record, 2000.

HOBSBAWN, E; RANGER, T. A invenção das tradições. 2 ed. São Paulo, Paz e Terra, 1987.

HOFBAUER, A. De raça a identidade. Cadernos de Campo, 1997, v. 5/6, pp. 173-188.

LEPINE, C. Mudanças no candomblé de São Paulo. Religião & Sociedade, 2005, n.2, v. 25, pp. 121- 135.

LOPES, N. Bantos, malês e identidade negra. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1988.

MELO, A. V. de. A voz dos fiéis no candomblé “reafricanizado” de São Paulo. Dissertação de Mestrado – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, 2004.

OLIVEIRA, R. C. de. Identidade, Etnia e Estrutura Social. São Paulo: Livraria Pioneira, 1976.

PEREIRA, E. A; GOMES, N. P. de M. Inumeráves cabeças: tradições afro-brasileiras nos horizontes da contemporaneidade. Fonseca, M.N.S. (org.). Brasil afro-brasileiro. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2001, v. 1, pp. 41-59.

POUTIGNAT, P; STREIFF-FENART, J. Teorias da etnicidade: seguido de grupos étnicos e suas fronteiras de Fredrik Barth. São Paulo: Editora da Unesp, 1998.

PRANDI, R. Os candomblés de São Paulo: a velha magia na metrópole nova. São Paulo: Hucitec/Edusp, 1991.

SANTOS, E dos. Religiões de Angola. Lisboa: Junta de Investigações de Ultramar, 1969.

SANTOS, E dos. Sobre a “medicina” e magia dos quiocos. Lisboa: Junta de Investigações de Ultramar, 1960.

SERRA, O. Águas do rei. Petrópolis: Vozes, 1995. SILVA, V.G. da. Orixás da metrópole. Petrópolis: Vozes, 1995.

TEIXEIRA, M.L.L. Candomblé e reinvenção de tradições. CAROSO, C.; BACELAR, J. (org.) Faces da tradição afro-brasileira: religiosidade, sincretismo, anti-sincretismo, reafricanização, práticas terapêuticas, etnobotânica e comida. São Paulo: Pallas/CEAO/CNPq, 1999.

VANSINA, J. A tradição oral e sua metodologia. KI- ZERBO, J. (org) História Geral da África. vol. I. São Paulo: Ática/Unesco, 1982.

Downloads

Publicado

2008-12-20

Edição

Seção

Dossiê

Como Citar

Volta à África : (re)africanização e identidade religiosa no candomblé paulista de origem bantu. Revista Aurora, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 03–11, 2008. DOI: 10.36311/1982-8004.2008.v2n1.1189. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1189.. Acesso em: 15 jun. 2024.