Reforma do Estado e transformação das elites políticas e econômicas de São Paulo

Autores

  • Moacir de Freitas Junior

DOI:

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2007.v1n1.1167

Palavras-chave:

Reforma do Estado, elites econômicas e políticas, transformações.Reforma do Estado, transformações.

Resumo

o presente artigo estuda as transformações sofridas pelas elites políticas e econômicas paulistas durante o processo de reforma do Estado brasileiro ocorrido no período de 1994 a 2005. Busca-se entender a transformação sofrida pelo Estado Brasileiro desde 1980 até os dias atuais, a qual resultou na substituição do modelo desenvolvimentista para o liberal-gerencial; o comportamento das elites políticas no período e quais as razões que levaram às substituições ocorridas entre estas a partir de 1990, com a ascensão de um novo grupo político. Ainda, no que tange às elites econômicas, como a crise econômica dos anos 80 e a diminuição do peso do setor industrial na economia nacional, em especial a parcela paulista do PIB, alterou a composição das elites econômicas, sendo os empresários ligados ao setor industrial substituídos por outros alinhados aos novos setores da economia que emergiram dos processos de reforma do Estado, entre os quais os de serviços, surgidos das privatizações e o financeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-12-03

Como Citar

JUNIOR, M. de F. Reforma do Estado e transformação das elites políticas e econômicas de São Paulo. Revista Aurora, [S. l.], v. 1, n. 1, 2007. DOI: 10.36311/1982-8004.2007.v1n1.1167. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1167. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos