As vontades, o dinheiro e o desencantamento: um ensaio sobre a tradição sociológica alemã
PDF

Palavras-chave

concepção de modernidade
tradição sociológica alemã
crise da sociologia

Como Citar

GARCIA, F. R. As vontades, o dinheiro e o desencantamento: um ensaio sobre a tradição sociológica alemã. Revista Aurora, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 27–40, 2019. DOI: 10.36311/1982-8004.2019.v12esp.05.p27. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/9765. Acesso em: 14 abr. 2024.

Resumo

A atual crise estrutural do capitalismo deixa em crise também a sociologia. Tal crise nos impulsiona para uma análise dos clássicos da sociologia, sobretudo alemã, para compreendê-la. Este breve ensaio tem como objetivo a análise das concepções de modernidade presentes nas obras de Ferdinand Tönnies (1855-1936), Georg Simmel (1858-1918) e Max Weber (1864-1920). Deste modo, será exposto através da observação das obras dos autores, as diferenças e semelhanças entre suas formulações teóricas. A proposta é ressaltar a contribuição das matrizes teóricas desses autores para a sociologia de um modo geral.

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2019.v12esp.05.p27
PDF

Referências

ARENARI, Brand & MIGLIEVICH RIBEIRO, Adélia Maria. A modernidade sob o prisma da tragédia: um ensaio sobre a singularidade da tradição alemã. Revista de ciências humanas da universidade federal de Santa Catarina, Florianópolis: EDUFSC, ano 22, n. 35,p.57-77, 2004.

HEGEL, Georg Wilhelm Friedrich. Monoteísmo da razão – politeísmo da arte. O mais antigo Programa Sistemático do Idealismo Alemão. Tradução: Artur Morão, Covilhã, Universidade da beira do interior, 2009.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. Trad. NEVES, Célia; TORÍBIO, Alderico. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2010.

LEPENIES, Wolf. As Três Culturas. (tradução Maria Clara Cescato). São Paulo: Edusp, 1996.

LIMA, Renata Mayara Moreira de. A crítica do mundo moderno em Georg Simmel. RevistaInter- Legere, n.10, 2012.

MIRANDA, Orlando (Org.). Para Ler Ferdinand Tönnies. São Paulo: Edusp, 1995.

SIMMEL, Georg. A metrópole e a vida mental. In: VELHO, Otávio G. O fenômeno urbano. Rio de Janeiro: Zahar, 1976.

SIMMEL, Georg. O dinheiro na cultura moderna. In: SOUZA, Jessé, OELZE, Berthold (Orgs.). Simmel e a modernidade. Brasília: Editora da UNB, 2005.

SOUZA, Jessé. Modernidade Seletiva: Uma reinterpretação do dilema brasileiro. Brasília: Editora UnB, 2000.

TÖNNIES, Ferdinand. Comunidade e sociedade como entidades típico-ideais. FERNANDES, Florestan. Comunidade e sociedade: leituras sobre problemas conceituais, metodológicos e de aplicação. São Paulo, Ed. Nacional e Ed. da USP, 1998.

WAIZBORT, Leopoldo. As aventuras de Georg Simmel. São Paulo: Edusp, 2000.

WEBER, Max. A ética protestante e o espírito do capitalismo. Trad. M. Irene Szmrecsányi e Tamás Szmrecsányi. São Paulo: Pioneira, 1997.

WEBER, Max. “Parlamentarismo e governo numa Alemanha reconstruída.” in Textos Escolhidos. Trad. Maurício Tragtenberg. São Paulo: Nova Cultural, Os economistas, 1997.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 Revista Aurora

Downloads

Não há dados estatísticos.