O movimento estudantil paranaense sob vigilância do serviço nacional de informações (1964-85)
PDF

Palavras-chave

Atitudes e ideologias políticas
Serviço Nacional de Informações
Movimento Estudantil paranaense
Ditadura militar brasileira

Como Citar

NEVES JÚNIOR, J. W. A. O movimento estudantil paranaense sob vigilância do serviço nacional de informações (1964-85). Revista Aurora, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 45–60, 2019. DOI: 10.36311/1982-8004.2019.v12n2.05.p45. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/9284. Acesso em: 25 maio. 2024.

Resumo

O seguinte artigo ambicionou analisar o embate político-ideológico estabelecido entre o Movimento Estudantil (ME) paranaense e os agentes do Serviço Nacional de Informações (SNI), durante o período de ditadura miliar brasileira (1964-1985). Foram selecionados, de forma intencional, seis dossiês investigativos do arquivo inédito de documentos do SNI-PR, disponíveis para consulta no NDPH-UEL. As fontes documentais foram abordadas a partir da perspectiva lukácsiana de análise ontológica da ideologia, a qual reconhece as ideologias como pôr teleológicos que são condicionados e limitados pela realidade concreta e visam interferir diretamente no antagonismo de classes. Identificou-se o desencadeamento de ações persecutórias, por parte dos agentes de informação, que almejavam a desarticulação do ME com seus pares e demais movimentos que compunham a realidade social, tendo por intuito garantir a reprodução do modelo político autocrático burguês que caracteriza a via prussiano-colonial de desenvolvimento capitalista.

Recebido em 24/09/219
Aprovado em 12/11/2019

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2019.v12n2.05.p45
PDF

Referências

BRAGGIO, Ana; FIUZZA, Alexandre. O Movimento Estudantil Paranaense e as Experiências do Exílio no Cone Sul. Espaço Plural, Cascavel, ano XIII nº 27, segundo semestre de 2012, p. 68-83.

BRASIL. Decreto-Lei nº 477, de 26 de fevereiro de 1969. Define infrações disciplinares praticadas por professores, alunos, funcionários ou empregados de estabelecimentos de ensino público ou particulares, e dá outras providências. Diário Oficial da União - Seção 1, Brasília, D.F. 26 fev. 1969, p. 1706. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1960-1969/decreto-lei-477-26-fevereiro-1969-367006-publicacaooriginal-1-pe.html (acesso em 20/04/2018 as 13h02min).

BRASIL. Relatório/Comissão Nacional da Verdade. vl 1. Brasília: CNV, 2014. Disponível no endereço eletrônico:

http://www.cnv.gov.br/images/pdf/relatorio/volume_1_digital.pdf (acessado em 11/12/2016 as 11h09min).

DEO, Anderson. A Consolidação da Social Democracia no Brasil: forma tardia de dominação burguesa nos marcos do capitalismo de extração prussiano-colonial. Marília: Universidade Estadual de São Paulo (UNESP), 2011. Tese de Doutorado em Ciências Sociais.

FERNANDES, Pádua. Movimentos sociais e segurança nacional: notas sobre contestação e vigilância durante a ditadura militar no Brasil. Panóptica, vl. 11, n. 2, pp. 502-533, jul./dez. 2016.

FICO, Carlos. Como eles agiam. Os subterrâneos da Ditadura Militar: espionagem e polícia política. Rio de Janeiro: Editora Record, 2001.

FRANCISCO, António A. S. Reestruturação econômica e desenvolvimento. In: SANTOS, Boaventura de S; TRINDADE, João C. (orgs). Conflito e Transformação Social: uma paisagens das justiças em Moçambique. 1º vl. Porto: Edições Afrontamento, 2003.

JACOBY, Russel. Os últimos intelectuais: a cultura americana na era da academia. São Paulo: Trajetória Cultural, 1990.

LAGÔA, Ana. SNI: como nasceu, como funciona. São Paulo: Brasiliense, 1983.

LUKÁCS, György. Prolegômenos para uma ontologia do ser social: questões de princípios para uma ontologia hoje tornada possível. São Paulo: Boitempo Editorial, 2010.

LUKÁCS, György. Para uma ontologia do ser social II. São Paulo: Boitempo Editorial, 2013.

MAZZEO, Antonio C. Sinfonia inacabada: a política dos comunistas no Brasil. São Paulo/Marília: Boitempo, 1999.

MEDEIROS, Ruy H. de A; CASTANHO, Sérgio. Trajetória do Movimento Estudantil e expectativas sociais dos estudantes brasileiros: 1960-1980. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, nº 55, mar. 2014, p. 180-194.

MÉSZÁROS, István. O poder da ideologia. São Paulo: Boitempo Editorial, 2014.

MIGUEL, Luis F. Segurança e desenvolvimento: peculiaridades da ideologia da segurança nacional no Brasil. Diálogos Latinoamericanos, Århus, n. 5, 2002, pp. 40-56.

MÜLLER, Angélica. No caminho à democracia: o processo de reconstrução da União Nacional dos Estudantes. Dimensões, Vitória, n. 32, 2014, p. 128-147.

NEVES JR, José W. A. Segurança Nacional e anticomunismo no Brasil pré-1964: a ideologia de Golbery do Couto e Silva. Em Tese, Florianópolis, v. 16 n. 2, p. 46-66, jul.-dez. de 2019.

PARANÁ. Relatório da Comissão Estadual da Verdade – PR Teresa Urban. 2014. Disponível no endereço eletrônico:

https://www.documentosrevelados.com.br/geral/relatorio-final-da-comissao-estadual-da-verdade-do-parana/ (acessado em 15/01/2017 as 14h53min).

PARANÁ. Serviço Nacional de Informações, Grupos e tendências ideológicas do Movimento Estudantil, 05 de dezembro de 1978, ACT/ACE-003-78, 59 laudas (NDPH-UEL).

PARANÁ. Serviço Nacional de Informações, Ligações do CBA/Curitiba com estudantes e Diretórios Acadêmicos da Universidade Federal do Paraná, 08 de maio de 1979, ACT/ACE-102-79, 05 laudas (NDPH-UEL).

PARANÁ. Serviço Nacional de Informações, ME – Eleições para o DCE da UFPR, 15 de maio de 1979, ACT/ACE-111-79, 07 laudas (NDPH-UEL).

PARANÁ. Serviço Nacional de Informações, ME – Exibição de documentário sobre a independência de Moçambique, 25 de outubro de 1979, ACT/ACE-280-79, 06 laudas (NDPH-UEL).

PARANÁ. Serviço Nacional de Informações, Movimento Estudantil contra o ensino pago – Curitiba, 20 de janeiro de 1980, ACT/ACE-363-80, 06 laudas (NDPH-UEL).

PARANÁ. Serviço Nacional de Informações, Proselitismo comunista no meio estudantil secundarista, 20 de maio de 1980, ACT/ACE-475-80, 05 laudas (NDPH-UEL).

PARANÁ. Serviço Nacional de Informações, Atuação das organizações subversivas no Movimento Estudantil universitário e secundarista, 24 de agosto de 1981, ACT/ACE-1321-81, 06 laudas (NDPH-UEL).

SERBIN, Kenneth. Diálogos na sombra: bispos e militares, tortura e justiça social na ditadura. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

SILVA, Golbery do Couto e. Geopolítica e Poder. Rio de Janeiro: UniverCidade, 2003.

VAISMAN, Ester. A ideologia e sua determinação ontológica. Verinotio revista online. Belo Horizonte. n. 12, ano VI, outubro de 2010, p. 40-64.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2019 Revista Aurora

Downloads

Não há dados estatísticos.