A NATUREZA DA GUERRA E AS RELAÇÕES INTERNACIONAIS EM JEAN-JACQUES ROUSSEAU

Autores

  • Marcelo Lira SILVA

DOI:

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2013.v7n0.3413

Palavras-chave:

Contrato Social, Guerra & Paz, Instituições Políticas

Resumo

Objetiva-se com este breve Ensaio recompor o fio epistemológico que existe na obra de Jean-Jacque Rousseau, de tal forma a articular o complexo categorial que é constituído a partir da totalidade de sua obra. Portanto, buscar-se-á expor o quadro-conceitual rousseauniano a partir de uma visão de totalidade, na qual as categorias são partejadas a partir da abertura de múltiplos processos sócio-culturais e político-econômicos que se relacionam em uma perspectiva de unidade de contrários. Desta forma, partir-se-á da concepção de guerra e de paz, que aparecem em sua obra Princípios do Direito de Guerra, como forma de se expor os fundamentos e a natureza das instituições públicas, que viriam a constituir o arranjo político-institucional do Estado Moderno. Destarte, a análise determina-se a partir de processos particulares da estrutura interna do Estado Moderno, todavia, articulada com as determinações, objetivas e subjetivas, que se determina de forma universal, no âmbito externo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-12-17

Como Citar

SILVA, M. L. A NATUREZA DA GUERRA E AS RELAÇÕES INTERNACIONAIS EM JEAN-JACQUES ROUSSEAU. Revista Aurora, [S. l.], v. 7, 2013. DOI: 10.36311/1982-8004.2013.v7n0.3413. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/3413. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Dossiê