No ruído do mundo
PDF

Palavras-chave

Formação para o Trabalho
Técnica Corporal
Silêncio
Uso de drogas

Como Citar

No ruído do mundo. Revista Aurora, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 177–202, 2013. DOI: 10.36311/1982-8004.2013.v7n1.3402. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/3402.. Acesso em: 25 jun. 2024.

Resumo

O artigo analisa o consumo de drogas a partir de observações e entrevistas em um centro de reabilitação no oeste paulista. Trabalha com a hipótese de que o uso de drogas não pode ser concebido apenas como respostas coletivas a carências, mas ele expressa um ordenamento contemporâneo mais abrangente que atua dentro de uma funcionalidade niilista no qual a droga é uma de suas manifestações. Demonstra-se essa perspectiva através de atividades rotineiras que visam formar indivíduos para o trabalho.
PDF

Referências

AGAMBEN, Giorgio – O que é o contemporâneo. In: O que é o contemporâneo e outros ensaios? Chapecó, SC: Argos, 2009, p.56-73.

ADORNO, Theodor W. Mínima Moralia: a vida danificada. Lisboa: Edições 70, 2001. BASSO, Keith. To give up on words: silence in western apache culture. Southwestern Journal of Antrophology, vol. 26, n. 3, autumn, 1970 p.213-230

BERGMAN, Ingmar. O Silêncio. Suécia, 1963.

BONFIM, Evandro de Sousa. Circulação de dons, mensagens e pessoas espirituais em uma comunidade carismática. Tese (doutoramento em Antropologia Social), Universidade Federal do Rio de Janeiro, Museu Nacional, Rio de Janeiro, 2012.

BRADATAN, Costica. A Psicologia das fronteiras e barreiras: escalando o muro na cabeça. Cadernos do CEOM. Chapecó: Argos, vol. 25, n. 37, dez. 2012 p.77-82.

BURKE, Peter. Anotações para uma história social do silêncio no início da Europa moderna. In: A arte da conversação. São Paulo: Unesp, 1995, p.161-183.

CAGE, John. Silence: lectures and writings. Middleton: Wesleyan University Press, 1961 CALLEJO, Javier. El silêncio: núcleo ético de la comunicación. Comunicar – Revista de Comunicación y Educación, 20, 2003, p.173-177.

CONNOR, Steve. Desertos estão em risco, diz ONU. In: Folha de São Paulo, Caderno Ciência, segunda-feira, 05 de junho de 2006.

ENRIQUEZ, Eugène. Da horda ao Estado: psicanálise do vinculo social. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1990

FONSECA, Cláudia. Humor, Honra e Relações de Gênero. In: Família, fofoca e honra: etnografia de relações de gênero e violência em grupos populares. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2004, 2o ed., p.133-164.

GEERTZ, Clifford. O impacto do conceito de cultura sobre o conceito de homem. In: A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978, p.45-66.

GIL, Gilberto & FERREIRA, Juca. A cultura, o Estado e os diversos usos das “drogas”. In: Labate, Beatriz Caiuby [et al.], (orgs.) – Drogas e Cultura: novas perspectivas. Salvador: EDUFBA, 2008, p.09-11.

GUTIERREZ, Maurício Chamarelli. O silêncio de Rimbaud. In: Revista Garrafa, Rio de Janeiro n.17, maio-agosto/2008, p.1-5.

HOBSBAWN, Eric. Era dos Extremos: o breve Século XX (1914-1991). São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

KRACAUER, Siegfried. Sobre livros de sucesso e seu público. In: O ornamento da massa. São Paulo: Cosac&Naif, 2009, p.105-115.

KORDA, Alberto. Sensillamente Korda Part 2 [Havana Cultura]: http://www.youtube.com/watch?v=hivoWMDZ9vI. Acessado em 14 de julho de 2013.

Korda, Alberto – Che Historia del Fotografia famosa: http://www.youtube.com/watch?v=Znb4xk5hldk. Acessado em 14 de julho de 2013

LACAZ-RUIZ, Rogério. O silêncio Intelectual como condição para fazer ciência. In: Revista Ética e Filosofia Política, no 14, v.1, julho 2011, p.11-18.

MAUSS, Marcel. Noção de Técnica corporal. IN: Sociologia e Antropologia. São Paulo: EDUSP, 1978, p.211-233.

MELIÀ, Bartolomeu. Palavras ditas e escutadas. Mana, Rio de Janeiro, 19(1):181-199, 2013. PEREZ, Manuel. Che Guevara: donde nunca jamais se lo imaginan. In: Caminos de Cuba. Documentário. Havana: Instituto Cubano Del Arte e Industrias Cinematográficos, 2004.

ROBINS, Joel. The Globalization of Pentecostal and charismatic Christianity. Annual Review of Anthropology 33, 2004 p.117-143.

ROJO, Ricardo. Mi amigo El Chê. Buenos Aires: Alvarez Editorial, 1968.

ROSA, João Guimarães. Grande Sertão: Veredas. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994.

SAFRA, Gilberto. Dimensões do Silêncio: a construção do si mesmo e perspectivas clínicas. In: Cadernos de Psicanálise – CPRJ, Rio de Janeiro, ano 31, n.22, 2009, p.75-82.

SCAUZILLA, Robert J. Ernesto 'Che' Guevara: A Research Bibliography. Latin American Research Review, vol. 5, No. 2, summer, 1970 p. 53-82.

SELEGRIN, Esdras Fred Rodrigues. Experiências da precarização e precariedade do trabalho bancário: um enfoque sobre as narrativas de vida e trabalho do antigo e do novo bancário do Bradesco. Dissertação Mestrado em Sociologia do Trabalho. Faculdade de Filosofia e Ciência, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2013.

SENNETT, Richard. A nova cultura do capitalismo. Rio de Janeiro: Record, 2008.

SOUZA, Zaurísio Nency. A busca para indução do sono com os poderosos fármacos conhecidos como hipnóticos e sedativos. Periódico Universidade Sagrado Coração, Bauru, S7294 a 67f, 2013.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2013 Revista Aurora

##plugins.themes.healthSciences.displayStats.downloads##

##plugins.themes.healthSciences.displayStats.noStats##