DESENVOLVIMENTO E NARRATIVAS DE MODERNIDADE: Costa Pinto e a construção de uma sociologia transnacional para o terceiro mundo

Autores

  • Matias Lopez
  • Mateus Donato Amorim de Araujo

DOI:

https://doi.org/10.36311/1982-8004.2011.v4n2.1279

Palavras-chave:

Luiz de Aguiar Costa Pinto, pensamento social latino-americano, cooperação internacional, desenvolvimento.

Resumo

A vida e obra do sociólogo brasileiro Luiz de Aguiar Costa Pinto é usada aqui para pensar a relação entre produção sociológica e a institucionalização da própria sociologia no contexto histórico do Cone Sul no pós-guerra. Esse contexto é marcado por altíssimo associativismo internacional, em grande parte sob o guarda-chuvas institucional das Nações Unidas, que se dá com foco na problemática do desenvolvimento social e econômico. Novas iniciativas institucionais se deram em um contexto de percepção de crise social, mas também de oportunidades históricas. O modo como atores-chave se relacionam com essas novas condições – enraizadas em um internacionalismo associativo que visava dar respostas para os grandes dilemas do mundo pós-colonial – nos revela variáveis particulares que encontram afinidade com processos gerais. Um caso elucidativo está, justamente, na vida profissional e na obra de Costa Pinto, especificamente em foros internacionais

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matias Lopez

MATEUS DONATO AMORIM DE ARAUJO

Downloads

Publicado

2011-08-30

Edição

Seção

Miscelânea