O papel dos grupos de interesse e pressão na formatação e fortalecimento da democracia brasileira
PDF

Palavras-chave

Grupos de Interesse
Lobby
DIAP
Democracia

Como Citar

CARVALHO, F. dos S. O papel dos grupos de interesse e pressão na formatação e fortalecimento da democracia brasileira: o caso do departamento intersindical assessoria parlamentar (DIAP) durante o processo da constituinte (1987/1988) brasileira. Revista Aurora, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 32–39, 2009. DOI: 10.36311/1982-8004.2009.v3n1.1217. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1217. Acesso em: 20 maio. 2024.

Resumo

O objetivo do presente artigo é discutir como grupos de interesse, se utilizando do lobby, contribuem para uma democracia mais forte em nosso país. Para os fins do artigo lobby não é o mesmo que corrupção, como a mídia e o senso comum usualmente o definem. Lobby será caracterizado como o modo democrático pelo qual demandas de diferentes grupos chegam ao poder público. Após a discussão sobre o lobby o artigo se concentrará em um grupo especifico: o Departamento Intersindical Assessoria Parlamentar (DIAP). Esse grupo nasce para defender os interesses dos trabalhadores usando lobby e teve uma forte participação durante os anos nos quais o Legislativo brasileiro discutia uma nova Constituição durante os anos de 1987/1988. Essa nova Constituição estabeleceu diversos direitos sociais e diferentes autores identificam essa característica em razão da ação do DIAP que foi capaz de contra balançar o poder de outros grupos, especialmente quando o neoliberalismo era uma discussão corrente em diversos círculos influentes.
https://doi.org/10.36311/1982-8004.2009.v3n1.1217
PDF

Referências

AMARAL, Antonio Carlos Rodrigues do. Ética Social e Governamental: Advocacy e Lobby – uma proposta para o exercício da cidadania na democracia contemporânea. São Paulo: HotTopos, 1997.

ARISTÓTELES. A Política. Trad. Nestor Silveira Chaves. São Paulo: Atena, 1960.

BARROS, Alexandre. Lobby: como fazer o governo trabalhar para sua empresa...legalmente. Brasília: Suma Econômica, 1991.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. 5 de outubro de 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituica o/constitui%C3%A7ao.htm>. Acesso em 15 out. 2009.

BOBBIO, Norberto. A era dos direitos. Trad. Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Campus, 1992.

BORIN, Jair. O Lobby na Imprensa: tipificação e formas de atuação. Cadernos de Jornalismo e Editoração. São Paulo, n. 22, 1988, p. 61-70.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. 5 de outubro de 1988. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao /Constituiçao.htm>. Acesso em 04 nov. 2008.

DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ASSESSORIA PARLAMENTAR. DIAP. Disponível em: <http://diap.ps5.com.br/>. Acesso em 04 nov. 2008.

FARHAT, Saïd. Lobby: o que é: como se faz: ética e transparência na representação junto a governos. São Paulo: Peirópolis, 2007.

LÔBO, Antônio Marcos Umbelino. A era da transparência nas Relações Governamentais e Institucionais. Disponível em: <http://www.lvba.com.br/portugues/quem_somo s/pensamentos/artigoam01.pdf>. Acesso em 17 maio 2007.

LODI, João Bosco. Lobby: os grupos de pressão. São Paulo: Pioneira, 1986.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. O manifesto do partido comunista. Trad. Maria Lucia Como. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998.

MONTESQUIEU, Charles de Secondat. Do espírito das leis. São Paulo: Abril Cultural, 1973.

NASSAR, Paulo. O Lobby sem Mensalão. 2007?. Disponível em: <http://www.aberje.com.br/novo/artigos/pdf/lob by.pdf>. Acesso em 23 set. 2007.

OLIVEIRA, Andréa Cristina de Jesus. Lobby e representação de interesses: lobistas e seu impacto sobre a representação de interesses no Brasil. 2004. Tese (Doutorado) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

PARKER, J.; STAHEL, M. (Ed.). PASSWORD: K dictionaries: English dictionary for speakers of portuguese. 3.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

WOOTTON, Graham. Grupos de interesse: Grupos de pressão e lobbying. Trad. Edmond Jorge. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1972.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2011 Revista Aurora

Downloads

Não há dados estatísticos.