Maquiavel e a educação: a formação do bom cidadão

Autores

  • José Luiz Ames

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31732008000200008

Palavras-chave:

Maquiavel, educação, cidadania,

Resumo

Maquiavel é popularmente conhecido por uma teoria política associada ao seu nome: “maquiavelismo”. O artigo realiza um esforço inicial para afastar o pensamento maquiaveliano de semelhante concepção. Em seguida, faz uma análise detalhada de todas as ocorrências do termo “educação”, num total de onze, na sua obra. A hipótese que orienta nossa reflexão é de que a educação é pensada por Maquiavel como uma força destinada a controlar a desordem inerente ao movimento tanto do desejo quanto da natureza impedindo os efeitos deletérios daquele sobre a vida política. Graças à educação, o homem é capaz de conhecer a “natureza das coisas”, isto é, saber o que as coisas são “desde sempre” e, desta maneira, antecipar-se ao “curso das coisas ordenado pelos céus”. Por fim, procuramos mostrar que, para Maquiavel, a educação possibilita moldar o comportamento dos indivíduos de tal modo que é possível redirecionar o curso das coisas para uma ordem coerente com o bem coletivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-12-10

Como Citar

Ames, J. L. (2008). Maquiavel e a educação: a formação do bom cidadão. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 31(2), 137–152. https://doi.org/10.1590/S0101-31732008000200008

Edição

Seção

Artigos e Comentários