As múltiplas figuras de povo em discursos de Maquiavel

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2020.v43n2.08.p133

Palavras-chave:

Maquiavel, Povo, Discursos sobre Tito Lívio, Liberdade, Participação política

Resumo

Na leitura das três obras políticas maiores de Maquiavel, é recorrente o uso do termo popolo, ou algum correlato. Assim, se parece evidente o interesse de Maquiavel pela figura “povo”, o que ele entende por ela? Será possível fixar uma concepção suficientemente homogênea e definitiva de povo, no pensamento maquiaveliano, particularmente em Discursos? O propósito deste estudo é mostrar que, embora se faça presente uma ideia de popolo como ator político, na obra de Maquiavel, sua concepção não se deixa fixar de modo definitivo, menos ainda que ela possa ser homogênea e estática. Ao invés disso, pode-se sustentar que a concepção de povo, em Discursos, é polimórfica e varia segundo as conjunturas históricas concretas nas quais ele emerge na cena pública, de forma que se trata de uma ideia em permanente e contínua transformação.

Recebido: 30/4/2018
Aceito: 29/6/2019

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Luiz Ames, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Professor Associado da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE).

Downloads

Publicado

2020-06-30

Edição

Seção

Artigos/Articles