Educação, experiência formativa e pensamento dialético em Theodor W. Adorno Michel Aires de Souza Dias

Autores

  • Michel Aires de Souza Dias

Palavras-chave:

Adorno., Educação., Experiência., Dialética.

Resumo

No século XVIII, Kant avaliou que seu período histórico não era uma época de esclarecimento, mas de menoridade, devido à incapacidade do homem de se servir de seu próprio entendimento. Adorno atualizou esse problema, interpretando a menoridade, em nossa época, em termos de perda da experiência. Os homens não são mais aptos à experiência, pois a aparelhagem técnica e econômica impede o esclarecimento e a conscientização da realidade. A partir desse diagnóstico, o objetivo do presente artigo é investigar o pensamento educacional de Adorno, em suas possibilidades de emancipação. Em nosso ponto de vista, o papel da educação, no pensamento do frankfurtiano, é recuperar a autonomia crítica dos indivíduos, por meio do pensamento dialético, para a reconstrução da experiência danificada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADORNO, T.W. Progresso. Lua Nova, n. 27, p. 217-236, dez. 1992.

ADORNO, T. W. Educação e Emancipação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

ADORNO, T. W. Teoria da Semicultura. Revista Primeira Versão, ano IV, n. 191, maio/ago. p. 1-20, 2005.

ADORNO, T. W.; HORKHEIMER, M. Estudos da comunidade. In: ADORNO, T. W.; HORKHEIMER, M. Temas básicos de sociologia. São Paulo: Cultrix, 1978. p. 151-171.

ADORNO, T. W.; HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

BENJAMIN, W. Experiência e pobreza. In: BENJAMIN, W. Obras Escolhidas: Magia e Técnica, Arte e Política. São Paulo: Brasiliense, 1994. p. 114-119.

CROCHÍK, J. L. Educação para a resistência contra a barbárie. Revista Educação: Adorno pensa a Educação, São Paulo, n. 10, p. 16-25, 2009.

DALBOSCO, C. A. Kant & Educação. Belo Horizonte, MG: Autêntica, 2011.

ENGELS, F. Do socialismo utópico ao socialismo científico. São Paulo: Global , 1984.

GORENDER, J. Introdução. In: MARX, K. Para a crítica da economia política: salário, preço e lucro; o rendimento e suas fontes; a economia vulgar. São Paulo: Abril Cultural, 1982. p. VII-XXIII. (Col. Os economistas).

KANT, I. Resposta à pergunta: Que é iluminismo? In: KANT, I. A paz perpétua e outros opúsculos. Petrópolis: Vozes, 2008. p.11-9.

KONDER, L. O que é dialética. São Paulo: Brasiliense, 2008.

MAAR, W. L. À guisa de introdução: Adorno e a experiência formativa. In: ADORNO, T. W. Educação e Emancipação. São Paulo: Paz e Terra, 1995. p. 11-49.

MAAR, W. L. Adorno, Semiformação e Educação. Educação e Sociedade, v. 24, n. 83, p. 459-476, 2003.

PETRY, F. Experiência e Formação em Theodor W. Adorno. Educação e Filosofia, v. 29, n. 57, p. 455- 88, jan./jun. 2015.

PONTES, R. A categoria de mediação em face do processo de intervenção do Serviço Social. Cadernos Técnicos, n. 23, p. 60-68, 1999.

Recebido: 23/10/2021 Aceito: 05/05/2022

Publicado

2022-09-14 — Atualizado em 2022-09-21

Como Citar

Aires de Souza Dias, M. (2022). Educação, experiência formativa e pensamento dialético em Theodor W. Adorno Michel Aires de Souza Dias. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia Da Unesp, 45(4), 159–178. Recuperado de https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/transformacao/article/view/13729

Edição

Seção

Artigos e Comentários

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.