A percepção do tempo em Husserl

Autores

  • Alfredo Pereira Júnior Universidade Estadual de Campinas UNICAMP/ SP

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31731990000100005

Palavras-chave:

Tempo, percepção, fenomenologia, consciência

Resumo

Apresentamos uma breve reconstrução das duas primeiras seções de Vorlensungen zur Phänomenologie des inneren Zeitbewusstseins, de Edmund Husserl, em que analisamos a maneira pela qual ele desenvolve uma teoria transcendental do tempo, trazendo-a para o campo de seu método fenomenológico. A partir de uma reavaliação do significado de "percepção do tempo", ele oferece critérios que, a nosso ver, seriam capazes de dar conta de uma das características mais discutidas do tempo, sua assimetria ou unidirecionalidade. Discutimos também as principais dificuldades enfrentadas por este projeto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1990-01-01

Como Citar

Pereira Júnior, A. . (1990). A percepção do tempo em Husserl. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 13, 73–83. https://doi.org/10.1590/S0101-31731990000100005

Edição

Seção

Artigos e Comentários

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.