Profissionais da informação: atuação resiliente durante a pandemia de Covid-19

atuação resiliente durante a pandemia de Covid-19

Autores

  • Maria Giovanna Guedes Farias Universidade Federal da Paraíba - UFPB https://orcid.org/0000-0002-2690-3350
  • Gabriela Belmont de Farias Universidade Federal do Ceará
  • Francisca Liliana Martins de Sousa Universidade Federal do Ceará
  • Patrícia Maria Honório Abreu Universidade Federal do Ceará
  • Rayara Bastos Barreto Universidade Federla do Ceará
  • Viviane de Holanda Cabral Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.36311/1981-1640.2021.v15.e02117

Palavras-chave:

Profissional da informação, Resiliência informacional, Recursos informacionais, Atuação profissional, Covid-19

Resumo

Discute a percepção dos profissionais da informação - arquivistas, bibliotecários e museólogos - sobre a prática laboral, na perspectiva do cenário pandêmico do Covid-19. Tem como foco a atuação profissional para o enfrentamento da crise sanitária, uso de recursos informacionais amigáveis e confiáveis, bem como as expressões que evidenciam a vivência e superação dos profissionais do ponto de vista do conceito de resiliência informacional e das contribuições da Ciência da Informação na prática laboral. Decorre de investigação de abordagem quanti-qualitativa, com pesquisa do tipo exploratória. Para a coleta dos dados foi utilizado como instrumento um questionário construído no Google Forms tendo como o quantitativo de respondentes: 14,8% de arquivistas, 79,3% de bibliotecários e 5,8% de museólogos. A análise dos dados foi realizada por meio da análise de conteúdo de Bardin com o estabelecimento de categorias. Observa-se que os profissionais continuam seu labor frente às incertezas informacionais que o contexto epidêmico brasileiro apresenta, e enxergam suas atividades como potenciais para disseminar a informação essencial em prol da ciência e do futuro, demonstrando a consolidação protagonista de suas ações perante a sociedade. Conclui-se que, apesar de todos os desafios impostos pelo atual momento com sobrecarga de trabalho, isolamento e preocupação, os arquivistas, bibliotecários e museólogos participantes da pesquisa têm procurado se reinventar, adaptando-se ao contexto imposto e procurando praticar a resiliência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Giovanna Guedes Farias, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Professora do Departamento de Ciências da Informação e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Ceará. Líder do Grupo de Pesquisa Competência e Mediação em Ambientes de Informação (CMAI).

Gabriela Belmont de Farias, Universidade Federal do Ceará

Professora do Departamento de Ciências da Informação e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Ceará. Líder do Grupo de Pesquisa Competência e Mediação em Ambientes de Informação (CMAI).

Francisca Liliana Martins de Sousa , Universidade Federal do Ceará

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Ceará. Bibliotecária pela UFC. Membro do Grupo de Pesquisa Competência e Mediação em Ambientes de Informação (CMAI).

Patrícia Maria Honório Abreu , Universidade Federal do Ceará

Graduada em Biblioteconomia e mestra em Ciência da Informação pela Universidade Federal do Ceará. Membro do Grupo de Pesquisa Competência e Mediação em Ambientes de Informação (CMAI).

Rayara Bastos Barreto, Universidade Federla do Ceará

Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Ceará. Membro do Grupo de Pesquisa Competência e Mediação em Ambientes de Informação (CMAI).

Viviane de Holanda Cabral, Universidade Federal do Ceará

Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Ceará.

Referências

Bardin, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1997.

Bayrak, T. “IT support services for telecommuting workforce”. Telematics and informatics, v. 29, n. 3, 2021, pp. 286-293, https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0736585311000682. Acessado 20 out. 2020.

Brasileiro, Felipe Sá. “Emoções e redes colaborativas na resiliência informacional”. Liinc em Revista, v. 16, n. 2, dez. 2020, pp. e5309, http://revista.ibict.br/liinc/article/view/5309. Acessodo 24 maio 2021.

Brasileiro, Felipe Sá. Resiliência informacional em redes sociais virtuais: práticas colaborativas, emoções e mobilidade. João Pessoa: Editora UFPB, 2019, http://www.editora.ufpb.br/sistema/press5/index.php/UFPB/catalog/book/586. Acessado 23 maio 2021.

Dal-Farra, Rossano André Paulo; Lopes, Tadeu Campos. “Métodos Mistos de Pesquisa em Educação: pressupostos teóricos”. Nuances: estudos sobre Educação, Presidente Prudente-SP, v. 24, n. 3, set./dez. 2013, pp. 67-80, http://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/ view/2698. Acessado 04 fev. 2021

Farias, Maria Giovanna Guedes. “Mediação e competência em informação: proposições para a construção de um perfil de bibliotecário protagonista”. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 106-125, 2016, doi: 10.11606/issn.2178-2075.v6i2p106-125. Acessado 27 abr. 2021.

Gil, Antonio Carlos. Como elaborar Projetos de Pesquisa. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2019.

Leão, Lourdes Meireles. Metodologia do Estudo e Pesquisa: facilitando a vida dos estudantes, professores e pesquisadores. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017.

Lloyd, A. “Building information resilience: how do resettling refugees connect with health information in regional landscapes: implications for health literacy”. Australian Academic and Research Libraries, v. 45, n. 1, 2014, pp. 48-66, https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/00048623.2014.884916. Acessado 22 maio 2021.

Lloyd, A. “Stranger in a strange land: enabling information resilience in resettlement landscapes”. Journal of Documentation, v. 71, n. 5, 2015, pp. 1029-1042, https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/JD-04-2014-0065/full/html. Acessado 22 maio 2021.

Marconi, Marina De Andrade; Lakatos, Eva Maria. Técnicas de Pesquisa. 8ed. São Paulo: Atlas, 2017.

Minayo, Maria Cecília de Souza, editor. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

Rocha, Cháris Telles Martins Da; Amador, Fernanda Spanier. “O teletrabalho: conceituação e questões para análise”. Cad. EBAPE.BR, Rio de Janeiro, v. 16, n. 1, jan./mar. 2018, pp. 152-162, https://www.scielo.br/pdf/cebape/v16n1/1679-3951-cebape-16-01-152.pdf. Acessado 12 out. 2020.

Rodrigues, C.; Blattmann, U. “Uso das fontes de informação para a geração de conhecimento organizacional”. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 1, n. 2, 2011, pp. 43-58, http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/53365. Acessado 23 maio 2021.

Sala, Fabiana; Lopes, Fernando Cruz; Sanches, Gisele Aparecida Ribeiro; Brito, Tânia Regina de. “Bibliotecas universitárias em um cenário de crise: mediação da informação nas redes sociais durante a pandemia de COVID-19”. Informação em Pauta, Fortaleza, v. 5, n. 1, jan./jun. 2020, pp. 10-32, doi:

https://doi.org/10.36517/2525-3468.ip.v5i1.2020.43933.10-32. Acessado 28 janeiro 2021.

Santos, Edlaine Rosane Pinheiro dos; Lambarine, Patrícia Pérola Alves; Moreira, Jonathan Rosa. “Teletrabalho: o futuro presente nas empresas de tecnologia da informação e comunicação”. Negócios em Projeção, [s. l.], v. 5, n. 2, dez. 2014, pp. 35-49, http://revista.faculdadeprojecao.edu.br/index.php/Projecao1/article/view/404. Acessoado 12 out. 2020.

Santos, P. L.V. A. C; Simionato, A.C; Arakaki, F. A. “Definição de metadados para recursos informacionais: apresentação da metodologia BEAM”. Informação & Informação, [s.l.], v. 19, n. 1, fev. 2014, pp. 146–163, http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/15251. Acessado 23 maio 2021.

Sena, Priscila Machado Borges; Farias, Gabriela Belmont de; Cosmo, Mayara Cabral. “Competência em informação em tempos de COVID-19: inovação e protagonismo no uso dos recursos informacionais”. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, [S.l.], v. 9, n. 2, dez. 2020, pp. 253 – 257, https://revistas.ufpr.br/atoz/article/view/76149. Acessado 23 maio 2021.

Serra, Paulo. O teletrabalho: conceito e implicações. 1995, http://www.bocc.ubi.pt/pag/jpserra_teletrabalho.pdf. Acessado 12 out. 2020.

Silva, Luciana Candida da. Competência essenciais exigidas do bibliotecário frente aos desafios da sociedade da informação: um estudo dos profissionais de Goiânia – GO. 2009. Dissertação (Mestrado) – Universidade Nacional de Brasília, Brasília, 2009, https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/4258/1/2009_LucianaCandidadaSilva.pdf. Acessado 12 out. 2020.

Smit, J. W. “Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia: o que agrega estas atividades profissionais e o que as separa?” Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. Nova Série, São Paulo, v. 1, n. 2, 2000, pp. 27-36.

Sap, Consultoria em Recursos Humanos; SOBRATT, Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades. Pesquisa Home Office Brasil 2020. 4. ed. Campinas: São Paulo, 2020. 56 p. Disponível em:

https://sapconsultoria.com.br/pesquisa-home-office-brasil-2020/. Acesso em: 23 maio 2021.

Steil, Andrea Valéria; Barcia, Ricardo Miranda. “Um modelo para análise da prontidão organizacional para implantar o teletrabalho”. Revista de Administração, São Paulo, v. 36, n. 1, p. 74-84, jan./mar. 2001.

Tanus, Gabrielle Francinne de S.C.; Sánchez-Tarragó, Nancy. “Atuação e desafios das bibliotecas universitárias brasileiras durante a pandemia de COVID-19”. Revista Cubana de Información en Ciencias de la Salud, v. 31, n. 3, 2020, pp.e1615,

http://www.rcics.sld.cu/index.php/acimed/article/view/1615. Acessado 12 out. 2020.

Terra, Rafael. 25 tendências de marketing digital e redes sociais para 2020, https://www.mundodomarketing.com.br/. Acessado 20 out. 2020.

Downloads

Publicado

2021-08-05

Como Citar

Farias, M. G. G., G. Belmont de Farias, F. L. . Martins de Sousa, . P. . Maria Honório Abreu, R. Bastos Barreto, e V. . de Holanda Cabral. “Profissionais Da informação: atuação Resiliente Durante a Pandemia De Covid-19: Atuação Resiliente Durante a Pandemia De Covid-19”. Brazilian Journal of Information Science: Research Trends, vol. 15, agosto de 2021, p. e02117, doi:10.36311/1981-1640.2021.v15.e02117.