Economia Russa

pobreza, estagnação e alternativas

Autores

  • Buzgalin Alexander Vladimirovich
  • Paulo Alves de Lima Filho IBEC

DOI:

https://doi.org/10.36311/2675-3871.2023.v4n9.p175-190

Palavras-chave:

marxismo, pobreza, estagnação, desenvolvimento, reformas, capitalismo, socialismo

Resumo

O artigo integra dois textos previamente publicados em forma resumida e editada no jornal Moskovsky Komsomolets. O primeiro é dedicado ao problema da pobreza. O autor caracteriza a escala e as causas da pobreza na Rússia, mostrando que a base desse fenômeno é o sistema capitalista de relações socioeconômicas em geral e seu específico modelo russo em particular. São destacadas as direções de redução da pobreza, cuja implementação é possível no âmbito do sistema capitalista. O segundo texto analisa as razões da estagnação da economia russa e faz uma breve descrição de uma possível estratégia de desenvolvimento eco-sócio-humanitário. Ambos os textos caracterizam as direções de reformas profundas que podem e devem se tornar um prólogo para mudanças qualitativas no sistema socioeconômico e a transição para uma trajetória de desenvolvimento socialista.

Biografia do Autor

  • Buzgalin Alexander Vladimirovich

    Doutor em Economia, Professor. Diretor do Centro de Estudos Marxistas Contemporâneos, Faculdade de Filosofia, Universidade Estadual de Moscou, Lomonosov. Diretor do Instituto de Socioeconomia da Moscow Financial Law University MFLA.

  • Paulo Alves de Lima Filho , IBEC

    Economista pela Universidade da Amizade dos Povos “Patrice Lumumba” – Moscou - Rússia, doutor em Ciência Política pela PUC-SP. Coordenador Geral do IBEC.

Downloads

Publicado

30.06.2023

Como Citar

Economia Russa: pobreza, estagnação e alternativas. (2023). Revista Fim Do Mundo, 4(9), 175-190. https://doi.org/10.36311/2675-3871.2023.v4n9.p175-190