Crise da acumulação, Estado e classes sociais

Autores

  • Alessandro de Moura PUC-SP

DOI:

https://doi.org/10.36311/2675-3871.2020.v1n03.p88-118

Palavras-chave:

crise, acumulação, pandemia

Resumo

O objetivo do artigo é discutir a crise estrutural de acumulação do capital que se estende desde a década de 1970 como uma "longa crise" que dura até o presente momento. Esta foi aprofundada por uma nova etapa da crise de acumulação iniciada em 2008 e agravada pela pandemia de 2020. Por fim abordamos o surgimento da pandemia do covid-19 no marco da produção industrial em larga escala, considerando os impactos que tal produção desencadeia sobre o meio ambiente e outras formas de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandro de Moura, PUC-SP

Doutor em Ciências Sociais pela UNESP-Marília. Pós-doutorando em História econômica pela USP. Professor convidado no Programa de Pós-graduação da PUC-SP

Downloads

Publicado

2020-10-21