Editorial

  • Tânia Suely Antonelli Marcelino BRABO Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC) – UNESP/campus de Marília
Palavras-chave: Editorial

Resumo

Este número foi organizado versando sobre temas importantes relacionados à problemática de gênero com aprofundadas reflexões acadêmicas, mostrando a de âmbitos em que se inserem tais estudos. Através dos textos resultantes de pesquisas das autoras e dos autores que têm se dedicado ao estudo dos temas selecionados, no âmbito das políticas educacionais e no cotidiano das escolas, desejamos contribuir para reflexões críticas acerca de Direitos Humanos, Gênero e Diversidade Sexual na Educação, tão atacados na atualidade por grupos conservadores.
Estes temas caros para os(as) defensores(as) dos direitos humanos e movimentos sociais, foram incorporados nas políticas públicas contemporâneas tanto pelas reivindicações de tais movimentos quanto pelo fato de o Brasil ser signatário de todos os documentos e tratados de Direitos Humanos internacionais. Mesmo após a inserção destes temas no currículo nacional, ainda não estão sendo plenamente trabalhados nas escolas, o que leva, dentre outros fatores que influenciam, à continuidade do grave problema social que ainda hoje constatamos nas sociedades contemporâneas, a violência contra as mulheres, que sobrevive nas sociedades democráticas nas quais os direitos humanos são pressupostos e apesar de a violência contra a mulher ser considerada crime. Acrescente-se também que a violência contra pessoas LGBTI+ também têm grande incidência no Brasil, conforme mostram as pesquisas. Ressaltamos que a violência é um atentado aos direitos humanos das mulheres e das pessoas LGBTI+.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-
Publicado
2019-10-23
Seção
Editorial