Entre Honneth e Hegel: da liberdade à eticidade em "O direito da liberdade"

Autores

  • Polyana Tidre Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Inácio Helfer Universidade do Vale do Rio dos Sinos

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2020.v43n2.12.p215

Palavras-chave:

liberdade; instituições; corporação; formação (Bildung); eticidade

Resumo

O presente trabalho tem por objeto o retorno a Hegel proposto por Axel Honneth, em O direito da liberdade. Ante as concepções de liberdade negativa e reflexiva – segundo ele, “conceitos de liberdade individual que não levam adequadamente em conta a sua dependência em relação à mediação objetiva” –, Honneth se preocupa em oferecer uma compreensão alternativa, mais larga, de liberdade, que ele nomeia, atribuindo-a diretamente a Hegel, de liberdade social. Tal liberdade, ao contrário da liberdade meramente jurídica ou moral, permitiria que se leve em conta o papel exercido pelas instituições e práticas normativas para a sua realização, reconhecendo-as como sua própria condição. Entretanto, apesar da valorização que é feita assim por Honneth às instituições, o autor é criticado por apresentar uma concepção das mesmas que seria demasiado unilateral. O mesmo ocorre com sua definição de “liberdade social”, a qual remeteria, segundo os críticos, a uma liberdade meramente individual, aquém da significação que lhe seria dada por Hegel. A análise da tese hegeliana acerca de uma eticidade imanente à esfera do mercado e às suas práticas, adotada também por Honneth, nos possibilitará avaliar não só os aspectos que os aproximam ou os separam, mas também a pertinência das críticas dirigidas a Honneth.

Recebido: 11/10/2018
Aceito: 29/11/2018

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Polyana Tidre, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Pós-doutoranda na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Bolsista PNPD e autora do livro Individuum und Sittlichkeit: Die Beziehung zwischen Allgemeinheit und Besonderheit in Hegels Grundlinien der Philosophie des Rechts, publicado em 2018 pela Wissenschaftlicher Verlag Berlin.

Inácio Helfer, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Professor na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Pesquisador produtividade em pesquisa do CNPq, Brasil – PQ CNPq 2.

Downloads

Publicado

2020-06-30

Edição

Seção

Artigos/Articles