Mantendo práticas não-racionalizadas: corpo-mente, poder e ética situacional

uma entrevista com Hubert & Stuart Dreyfus

Autores

  • Bent Flyvbjerg

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31731993000100008

Palavras-chave:

Entrevista, Hubert & Stuart Dreyfus

Resumo

Ao examinar uma grande variedade de habilidades tão diferentes quanto dirigir um carro ou jogar xadrez, os Dreyfus descobriram que há um padrão comum associado ao aperfeiçoamento de habilidades, que pode ser esquematizado em uma seqüência de desenvolvimento. Há cinco estágios cuja ordem de ocorrência é invariável: aprendiz, principiante avançado, competência, proficiência e perícia.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1993-01-01

Como Citar

Flyvbjerg, B. (1993). Mantendo práticas não-racionalizadas: corpo-mente, poder e ética situacional: uma entrevista com Hubert & Stuart Dreyfus. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 16, 117–143. https://doi.org/10.1590/S0101-31731993000100008

Edição

Seção

Entrevista