Marx, o cínico?

Autores

  • Reginaldo Carmello Corrêa de Moraes Faculdade de Ciências e Letras - UNESP Araraquara

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31731983000100005

Palavras-chave:

Marxismo, filosofia da história, força de trabalho, capitalismo, família proletária, milagre econômico, crise

Resumo

Este artigo foi escrito em agosto/83, para conferência-debate na Jornada de Filosofia da UNESP (Campus de Marília, setembro de 1983). Partindo de aproximações Marx/Hegel sobre o tema da "fatalidade histórica", passamos a discutir a reprodução da força de trabalho como parte do capital, entendido este último, por sua vez, como relação social. Este exame é feito na esteira de algumas passagens de O Capital e dos Grundrisse. A seguir, procedemos à leitura de alguns fatos contemporâneos à luz dessa "anatomia cínica".

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1983-01-01

Como Citar

Moraes, R. C. C. de. (1983). Marx, o cínico?. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 6, 37–43. https://doi.org/10.1590/S0101-31731983000100005

Edição

Seção

Artigos e Comentários