A relação entre competência epistêmica e conhecimento na teoria de Ernest Sosa

Autores

  • Kátia Etcheverry Pontifica Universidade Católica - PUC/RS

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2021.v44dossier2.13.p185

Palavras-chave:

Condição da Competência, Confiabilismo da Virtude, Ernest Sosa, Conhecimento, Manifestação da Competência, Relação de Atribuição

Resumo

Este artigo enfoca a relação de atribuição entre competência e crença verdadeira presente em explicações de conhecimento em termos de virtudes epistêmicas como a de Ernest Sosa. A ideia central é que, em casos de conhecimento, o fato de o agente formar uma crença verdadeira é atribuível à sua competência cognitiva, e não a algum fator de sorte. Os críticos apresentaram casos nos quais, alegadamente, ou o agente tem conhecimento sem satisfazer a condição da competência (portanto, a condição da competência não seria necessária para conhecimento); ou, apesar da satisfação da condição da competência, o agente não tem conhecimento (portanto, a condição da competência não seria suficiente para o conhecimento). O cerne da questão reside em como conceber adequadamente a condição da competência para o conhecimento, e a relação subjacente entre competência e sucesso no domínio epistêmico. Este artigo explora a concepção de Sosa dessa relação, em termos de “sucesso cognitivo que manifesta a competência do agente”, e argumenta que essa posição pode dar uma resposta mais direta aos críticos do que outras explicações de conhecimento em termos de virtudes epistêmicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kátia Etcheverry, Pontifica Universidade Católica - PUC/RS

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS), Porto Alegre, RS – Brasil.

Downloads

Publicado

2021-06-02