Comentário ao artigo "Esclarecimento e Dominação masculina"

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2020.v43n3.24.p335

Palavras-chave:

Dominação Masculina, Dialética do Esclarecimento

Resumo

Há, pelos menos, dois postulados fundamentais e incontornáveis – portanto, que se impõem ao pensamento –, quando alguém se ocupa de uma obra filosófica como a de Theodor W. Adorno e Max Horkheimer. O primeiro deles é a primazia do objeto. Isto é, qualquer pensamento que não esteja disposto a abdicar de sua necessária criticidade não pode simplesmente partir de uma teoria para, em função dela, “entender” o que está acontecendo. O próprio desdobramento da realidade, ao invés disso, precisa ser rigorosamente acompanhado, para que seja possível estabelecer algo como uma teoria. Dito de outro modo, a teoria não é a finalidade da filosofia. É apenas o resultado provisório do exercício, sempre em curso, de compreender. Por mais óbvio que isso possa parecer, compreender esse ponto é condição para uma atitude crítica para com os textos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Oneide Perius, PUCPR

Doutor em Filosofia pela PUCRS. Professor de Filosofia da UFT.

Downloads

Publicado

2020-09-10

Edição

Seção

Artigos/Articles