Mapeamento de Ações de Competência em Informação na Pandemia de Covid-19

contribuição das Instituições de Ensino Superior da Região Norte do Brasil

Autores

  • Leonardo Gomes Remigio Universidade Federal do Amazonas
  • Mateus Rebouças Nascimento Universidade Federal de Santa Catarina https://orcid.org/0000-0001-9211-327X
  • Elizete Vieira Vitorino Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.36311/1981-1640.2021.v15.e02122

Palavras-chave:

Competência em informação, Covid-19, Ensino superior, Região Norte

Resumo

Com objetivo de examinar a contribuição das universidades e institutos federais da Região Norte do Brasil para o desenvolvimento de competência em informação no enfrentamento da pandemia de Covid-19, este estudo discute a competência em informação no contexto do ensino superior considerando o cenário da sociedade reconfigurado pela pandemia de Covid-19, mapeando as ações destes espaços para o desenvolvimento de competência em informação no combate à pandemia. No que tange aos procedimentos metodológicos, este estudo se apresenta exploratório e descritivo quanto aos seus objetivos e usa a abordagem qualitativa ao descrever as práticas examinadas e identificadas nas universidades e institutos em análise. Para investigar as iniciativas desenvolvidas pelas IES públicas, foram empreendidas buscas em notícias nos websites das instituições por meio de termos relacionados a Covid-19, segundo o grupo de indicadores propostos pela UNESCO (2008) como norte para inferências sobre a contribuição das iniciativas em universidades e institutos. Concluiu-se que a competência em informação no âmbito das IES localizadas na Região Norte do Brasil, perpassam questões relacionadas ao desenvolvimento de plataformas, mapeamento de fontes e disseminação de materiais informativos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Gomes Remigio, Universidade Federal do Amazonas

Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Amazonas (2014). Especialista em Gestão do Conhecimento e Tecnologias da Informação pela Universidade Luterana do Brasil (2018). Atualmente é Bibliotecário-Documentalista na Universidade Federal do Amazonas. (Texto informado pelo autor)

Mateus Rebouças Nascimento, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Possui Graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) (2019). Foi presidente do Centro Acadêmico de Biblioteconomia do Amazonas (CABAM) (2019-2020), representante discente no colegiado do curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Amazonas (2019-2020) e estagiário do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) na Seção de Biblioteca, Arquivo e Editoração (SEBIB) no período de 2018 a 2019. Atualmente, é membro do Grupo de Pesquisa Gestão da Informação e do Conhecimento na Amazônia (GICA). Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em planejamento e gestão de unidades de informação, estudos métricos da informação e competência informacional. (Texto informado pelo autor)

Elizete Vieira Vitorino, Universidade Federal de Santa Catarina

Bolsista Produtividade CNPq, Nível 2, Processo: 308821/2019-0, a partir de março de 2020. Pós doutora pela Faculdade de Letras (FLUP), da Universidade do Porto (UP), Portugal, no período de jan. 2015 a jan. 2016 por meio da Agência de Fomento CAPES e do Programa Estágio Sênior no Exterior (Processo: BEX 2398/14-1). Doutora em Engenharia de Produção (2004) na área de Mídia e Conhecimento e Educação a Distância (EaD) e Mestre em Engenharia de Produção (1996) na área de Gestão da Qualidade em Bibliotecas, ambas titulações conferidas pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Graduação em Biblioteconomia pela UFSC (1991). Professora concursada (2006) e pesquisadora do Departamento de Ciência da Informação (CIN), Centro de Ciências da Educação (CED), da UFSC com atuação nos Cursos de Biblioteconomia, Arquivologia e Ciência da Informação. Desde o ano de 2006 dedica-se, além do ensino, extensão e administração na UFSC, à pesquisa na área da competência em informação (information literacy). É Professora Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PGCIN) em nível de mestrado e doutorado, cujas disciplina e orientações se desenvolvem na área da competência em informação. É fundadora e líder do Grupo de Pesquisa GPCIn - Competência em Informação, cadastrado no CNPq e certificado pela UFSC desde o ano de 2006.

Referências

American Library Association. Association of College & Research Libraries. Framework for information literacy for higher education. Chicago, 2016, http://www.ala.org/acrl/standards/ilframework. Acessado 30 jun. 2020.

Belluzzo, R. C. B. and Feres, G. G. Inteligência, criatividade e competência em informação: uma articulação necessária no contexto social contemporâneo. In: Alves, F. M. M.; Corrêa, E. C. D.;

Lucas, E. R. O (org.). Competência em informação: políticas públicas, teoria e prática. Salvador:

EDUFBA, 2016, https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/22598. Acessado 30 jun. 2020.

Belluzzo, R.C.B. Relatório final apresentado ao Programa de Pós-Doutorado em Gestão Escolar. Araraquara: UNESP, 2003.

Campello, B. O movimento da competência informacional: uma perspectiva para o letramento informacional. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 3, p. 28-37, set./dez. 2003, https://doi.org/10.1590/S0100-19652003000300004. Acessado 30 jun. 2020.

Caregnato, S. E. O desenvolvimento de habilidade informacionais: o papel das bibliotecas universitárias no contexto da informação digital em rede. Revista de Biblioteconomia e Comunicação, Porto Alegre, v. 8, p. 47-55, 2000, http://eprints.rclis.org/11663/. Acessado 30 jun. 2020.

Do Bu, E. A. et al. Representações e ancoragens sociais do novo coronavírus e do tratamento da COVID-19 por brasileiros. Estududos de Psicologia (Campinas), Campinas, v. 37, e200073, 2020, https://doi.org/10.1590/1982-0275202037e200073. Acessado 30 jun. 2020.

Dudziak, E. A. A information literacy e o papel educacional das bibliotecas. 2001. 137 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) – Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, 2001, https://teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27143/tde-30112004-151029/pt-br.php. Acessado 30 jun. 2020.

Dudziak, E. A. Informacion literacy: princípios, filosofia e prática. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 1, p. 23-35, jan./abr. 2003, https://doi.org/10.1590/S0100-19652003000100003. Acessado 30 jun. 2020.

Fleury, A.; Fleury, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências: um quebra-cabeça caleidoscópico da indústria brasileira. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2001.

International Federation of Library Associations and Institutions. Faróis da sociedade de informação: declaração de Alexandria sobre competência informacional e aprendizado ao longo da vida. Versão em português do documento Beacons of the Information Society. Alexandria: IFLA Publicações, 2005, https://www.ifla.org/files/assets/wsis/Documents/beaconinfsoc-pt.pdf. Acessado 30 jun. 2020.

Rzymski, P.; Nowicki, M. P. COVID-19 prejudice in academia. Science, Nova Iorque, v. 367, n. 6484, p.1313, mar. 2020, https://science.sciencemag.org/content/367/6484/1313.1. Acessado 29 jun. 2020.

Vitorino, E. V. and Piantola, D. Competência informacional - bases históricas e conceituais: construindo significados. Ciência da Informação, Brasília, v. 38, n. 3, p. 130-141, set./dez., 2009, https://doi.org/10.1590/S0100-19652009000300009. Acessado 30 jun. 2020.

Unesco. Towards information literacy indicators. Paris: UNESCO, 2008, https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000158723. Acessado 30 jun. 2020.

Zarifan, P. O modelo da competência: trajetória, desafios atuais e propostas. São Paulo: SENAC, 2003.

Downloads

Publicado

2021-10-14

Como Citar

Remigio, L. G., M. R. Nascimento, e E. V. . Vitorino. “Mapeamento De Ações De Competência Em Informação Na Pandemia De Covid-19: Contribuição Das Instituições De Ensino Superior Da Região Norte Do Brasil”. Brazilian Journal of Information Science: Research Trends, vol. 15, outubro de 2021, p. e02122, doi:10.36311/1981-1640.2021.v15.e02122.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)