A morte lhe cai bem

capitalismo em crises e imperialismo

Autores

  • Hugo Corrêa Universidade Federal Fluminense
  • Eduardo Sá Barreto Universidade Federal Fluminense
  • Leonardo Leite Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.36311/2675-3871.2021.v2n6.p147-180

Palavras-chave:

Imperialismo, Guerra, Crise, Crise ecológica, Covid-19

Resumo

No artigo apresentamos uma interpretação sobre a relação entre crises, imperialismo e crítica social conectando dois períodos históricos distintos: o da formulação da teoria clássica do imperialismo e o período atual. Nosso objetivo foi entender como o marxismo respondeu à crise que levou à Primeira Guerra e como essa resposta poderia servir para enfrentarmos os impasses atuais. Destacamos que a pandemia de Covid-19, a emergência climática e as tensões imperialistas são dimensões entrelaçadas da crise contemporânea do capital, cujo paralelo com o processo histórico vivenciado pelo marxismo do começo do século passado deve ser encontrado na iminência da barbárie e na necessidade da crítica radical.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Hugo Corrêa, Universidade Federal Fluminense

Professor da UFF e pesquisador do NIEP-Marx.

Eduardo Sá Barreto, Universidade Federal Fluminense

Professor da UFF e pesquisador do NIEP-Marx.

Leonardo Leite, Universidade Federal Fluminense

Professor da UFF e pesquisador do NIEP-Marx.

Downloads

Publicado

2021-12-21