O capital financeiro na origem do imperialismo

uma leitura sobre seu uso categorial no debate clássico

Autores

  • Mauricio de Souza Sabadini UFES
  • Fábio Antonio de Campos IE | UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.36311/2675-3871.2021.v2n6.p21-52

Palavras-chave:

capital financeiro, imperialismo, Hilferding, Hobson, Bukharin, Rosa Luxemburgo, Kautsky, Lenin

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir a categoria capital financeiro, tendo como referência sua utilização no debate clássico do imperialismo. Para isso, revisitaremos autores centrais da interpretação fundante do imperialismo, como Hilferding, Hobson, Bukharin, Rosa Luxemburgo, Kautsky e Lenin, procurando apontar as possibilidades e os limites da utilização desta categoria na apreensão de fenômenos específicos do capitalismo. Ao mesmo tempo, procuraremos também indicar a importância da mediação teórica para uma adequada compreensão das relações concretas do capital financeiro, de modo a historicizar a categoria dentro do contexto socioeconômico da época.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Mauricio de Souza Sabadini, UFES

Doutor em Economia pela Universidade Paris 1 Panthéon-Sorbonne, pesquisador do CNPq, professor do Departamento de Economia e do Programa de Pós-Graduação em Política Social (PPGPS) da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).

Fábio Antonio de Campos, IE | UNICAMP

Doutor em Desenvolvimento Econômico pelo Instituto de Economia da UNICAMP, professor e pesquisador do Núcleo Institucional de História Econômica (NIHE), do Centro de Estudos do Desenvolvimento Econômico (CEDE) da mesma instituição. Membro do Instinto Brasileiro Estudos Contemporâneo (IBEC).

Downloads

Publicado

2021-12-21

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)