A missão da universidade no contexto da pandemia de COVID-19

Autores

  • Mariana Daniel Tango USP
  • Lucimeire Pessoa de Lima USP
  • Ivaneli Schreinert dos Santos USP
  • Lidiane Fatima Grutzmann USP
  • Paulo Jose Robles Pinheiro USP
  • Gabriela Oviedo Mena USP
  • Carlos Eduardo Tiozzo

DOI:

https://doi.org/10.36311/2675-3871.2020.v1n03.p208-225

Palavras-chave:

extensão universitária, missão da universidade, devolutiva

Resumo

A missão de uma universidade humanizada é a de permanentemente dialogar com a comunidade, no sentido de melhoria da qualidade de vida geral da população, nos diversos contextos nos quais vivemos. A fim de melhor compreender a missão da universidade, o presente estudo apresentou a mensagem institucional, os pareceres de seus segmentos e exemplos de devolutivas que USP produziu ao longo dos últimos meses, durante a pandemia de COVID-19. Pela narrativa dos diversos discursos, observou-se compreensão dissonante dos partícipes em relação a atuação da instituição frente ao cenário desafiador. A dificuldade de se estabelecer uma comunicação efetiva foi refletida em termos de sua “crise identitária”, que resulta provavelmente da falta de uma compreensão profunda sobre a missão institucional, em alguns de seus segmentos atuantes. Apesar desta dissonância, muitas das devolutivas constatadas demonstram grande preocupação com a manutenção da dignidade dos estudantes, e da população em geral. Invariavelmente, talvez seja a ocasião de se pensar ainda mais seriamente sobre o reposicionamento identitário do ensino superior no Brasil e em como conceber efetivamente uma universidade “pluriversitária”, desfragmentada e pujante.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Daniel Tango, USP

Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Hidráulica e Saneamento, SHS, EESC/USP.

Lucimeire Pessoa de Lima, USP

Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Projeto de Arquitetura FAU, USP.

Ivaneli Schreinert dos Santos, USP

Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Turismo, EACH, USP.

Lidiane Fatima Grutzmann, USP

Doutoranda em Educação e Ciências Sociais: Desigualdades e Diferenças, pelo departamento de Educação da Universidade de São Paulo, USP.

Paulo Jose Robles Pinheiro, USP

Mestrando do Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, IAU, USP.

Gabriela Oviedo Mena, USP

Mestranda pelo Programa de Pós-graduação em Hidráulica e Saneamento, SHS, EESC/USP.

Carlos Eduardo Tiozzo

Engenheiro Civil com 6 anos de experiência na Inglaterra.

Downloads

Publicado

2020-10-21