Sobre a Revista

POLÍTICAS EDITORIAIS

Foco e Escopo

A Revista Práxis e Hegemonia Popular, publicada pela International Gramsci Society Brasil (IGS-Brasil) e pela Faculdade de Filosofia e Ciências da Unesp de Marília, tem por finalidade reunir e divulgar pesquisas e outras contribuições com foco no pensamento gramsciano. Busca incorporar pesquisas e contribuições das expressões gramscianas de todo o território nacional e no âmbito internacional, contemplando a diversidade e complexidade do pensamento deste autor. Busca também suscitar o debate e as reflexões sobre a realidade política, social e histórica atual inspirada no pensamento gramsciano. A revista poderá aceitar outras contribuições de pensadores do campo crítico que dialoguem com as perspectivas gramscianas. A IGS-Brasil busca também proporcionar aos autores, avaliadores, corpo editorial e editores, um ambiente que envolva o conhecimento, a diversidade científica e acadêmica, a internacionalização, proporcionando uma difusão científica de impacto e discussão com a sociedade.


PROCESSO DE AVALIAÇÃO PELOS PARES

As contribuições que se adequarem ao escopo e aos padrões editoriais da revista serão encaminhadas para dois avaliadores externos na forma blind peer review para apreciação do mérito quanto a qualidade e pertinência da publicação. Os avaliadores poderão indicar a publicação com ou sem modificações, bem como julgar a pertinência da contribuição à revista. Em havendo discordância substantiva entre os pareceres, a contribuição será encaminhada para um terceiro parecerista. A seleção das proposições para a publicação considerará a natureza da contribuição para o campo do conhecimento e do pensamento gramsciano, conforme a linha editorial da revista, a originalidade, a consistência, o rigor teórico-metodológico dado ao tema e a adequada linguagem e correções do texto.Também serão considerados os aspectos éticos.

A revista tem as seguintes opções de avaliação:

- Aceitar integralmente
- Aceitar com revisões
- Reformular e reapresentar
- Recusar


PERIODICIDADE

Periódico científico semestral

 

POLÍTICA DE DIREITO AUTORAL

Os autores cedem o direito exclusivo de primeira publicação à Revista Práxis e Hegemonia Popular, sendo o trabalho licenciado simultaneamente sob a licença Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY). Esta licença permite que terceiros remixem, adaptem e criem a partir do trabalho publicado, atribuindo o devido crédito de autoria e publicação inicial neste periódico. Os autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicada neste periódico (por exemplo: publicar em repositório institucional, em site pessoal, publicar uma tradução ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial neste periódico.


POLÍTICA DE ACESSO LIVRE

Para garantir uma maior democratização do acesso ao conhecimento científico, o periódico adota a licença Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY). Os leitores têm acesso livre e imediato ao conteúdo. O periódico autoriza a distribuição, remixagem, adaptação e criação da obra, mesmo para fins comerciais, desde que o crédito seja atribuído ao autor.

 

ESTRATO QUALIS-CAPES

Online
Qualis B4

CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO

Práxis e Hegemonia Popular/ International Gramsci Society. Rio de Janeiro, RJ, v. 1, n. 1, jan./jun. (2016-). Periodicidade semestral, ISSN - 2526-1843. 1. Sociologia - Periódicos. I. International Gramsci Society/IGS/BR


TAXAS PARA SUBMISSÃO DE TEXTOS E OUTRAS PROPOSTAS

Não há taxa de qualquer natureza ao usuário para proposições e edição na Revista Práxis e Hegemonia Popular.

DECLARAÇÂO DE ÉTICA E CONDUTA DE BOAS PRÁTICAS

A Revista Práxis e Hegemonia Popular, publicada pela International Gramsci Society Brasil (IGS-Brasil), busca cumprir as boas práticas de conduta adequadas à editoração científica de periódicos. Neste sentido, a revista está de acordo com as diretrizes éticas e boas práticas produzidas pelo Comittee on Publication Ethics (COPE). A prevenção da negligência é de responsabilidade da equipe editorial, evitando ações e atitudes antiéticas. Além disso, todas as partes envolvidas no processo de publicação (os/as autores/as, o/a editor/a principal, o conselho editorial e os/as avaliadores/as) se comprometem com o cumprimento destes padrões de conduta ética.

POLÍTICA DE SUBMISSÃO/ PUBLICAÇÃO DE PROPOSTAS

Em busca da ampliação e diversificação dos participantes nas edições, a revista prevê um intervalo de 12 meses para os autores e/ou coautores, entre uma edição subsequente e a posterior. A exceção se aplicará somente nos casos de autores e/ou coautores convidados.

 

POLÍTICA DE ERRATA E RETRATAÇÃO

As diretrizes do COPE (aqui) e do Council of Science Editors (aqui) são seguidas para a correção de artigos. Com base nessas fontes, há três métodos para a correção de literatura científica:

  1. Errata - se refere a emendas ou alterações em partes do artigo. As correções podem ser em título do artigo, nomes dos/as autores/as e erros tipográficos ou de diagramação;
  2. Retratação - se refere a correções parciais do artigo em razão de erros metodológicos, análise incorreta de dados, má conduta científica ou pesquisa não reprodutível. Também há a possibilidade de retirada do artigo por completo da página da revista;
  3. Expressão de preocupação - se refere à publicação de um aviso pelo/a editor/a quando há preocupação sobre a confiabilidade de um artigo, mas as informações são insuficientes para justificar uma retratação.

Os editores analisarão todas as comunicações que apontem problemas em uma publicação, sejam menores ou significativos. Os pedidos de correções devem ser enviados para o e-mail: php.marilia@unesp.br . Se os editores confirmarem as alegações, eles podem considerar solicitar aos autores a correção de erros ou enganos pontuais, ou podem considerar retratar uma publicação, baseando-se nas diretrizes do COPE (aqui) e do Council of Science Editors (aqui) para a correção de artigos.

Os editores podem considerar retratar uma publicação quando:

  1. a) Os autores se recusarem a corrigir erros ou enganos quando solicitados pelos editores;
    b) Existe evidência clara de que os achados da pesquisa não são confiáveis, seja como resultado de erro robusto, invenção (por exemplo, de informações) ou falsificação (por exemplo, manipulação de imagens);
    c) Houver plágio, autoplágio ou publicação redundante;
    d) Os achados da pesquisa foram publicados previamente em outro lugar e não há citação, comunicação do fato aos editores, permissão para publicar novamente ou justificação;
    e) Contém informações ou materiais sem autorização para uso;
    f) Direitos Autorais foram infringidos ou existe alguma outra questão legal relevante (por exemplo, no uso de imagens sem permissão);
    g) Apresenta pesquisa antiética;
    h) Foi publicado apenas com base em uma avaliação por pares comprometida ou manipulada;
    i) Os autores não comunicaram um conflito de interesse relevante que, na perspectiva dos editores, teria afetado indevidamente as interpretações do manuscrito ou as recomendações dos editores e dos pareceristas.

Os editores não considerarão retratar uma publicação quando:

  1. a) Existe disputa pela autoria da publicação, mas não há motivo para duvidar da validade dos achados da pesquisa;
    b) Os principais achado da pesquisa ainda são confiáveis, e uma correção pode corrigir eventuais erros;
    c) Os editores possuem evidência inconclusiva para fundamentar a retratação ou aguardam informações adicionais, como as provenientes de investigação institucional;
    d) Conflitos de interesses dos autores foram comunicados ao periódico após a publicação, mas na perspectiva dos editores não influenciaram as interpretações ou conclusões do artigo.

O pedido e a escrita da correção devem ser feitos pelo/a autor/a responsável pelo artigo. Caso haja discordância entre os/as autores/as sobre o que está sendo corrigido, o/a editor/a do periódico se torna responsável pela escrita da correção. A errata, retratação ou expressão de preocupação será publicada o mais rapidamente possível, permanecendo o artigo na página da revista com a respectiva indicação de correção.


SUBMISSÃO ONLINE

  • Submissão online
  • Condições de submissão
  • Diretrizes para autores
  • Declaração de direitos autorais
  • Política de privacidade

 

SEÇÕES

A revista está organizada em cinco seções:

  • Dossiê temático - reúne conjuntos de artigos e/ou ensaios que abordam uma temática específica, concebidos a partir de proposta enviiada pela comunidade acadêmica ou de chamada realizada pelos editores. O interesse dessa seção é oferecer aos autores e leitores a possibilidade de abordar um tema ou questão em maior profundidade, a partir de ângulos de análise diferentes, originais e relevantes.
  • Artigos - reúne artigos e ensaios bibliográficos que apresentem resultados e/ou reflexões originais e relevantes para a área.
  • Traduções – reúne contribuições já editadas em períodos e/ou livros estrangeiros.
  • Entrevistas – reúne informações sobre autores, personalidades, lideranças populares relevantes para a área do conhecimento.
  • Relatos de Experiências – reúne um conjunto de experiências científicas e vivenciais que contribuem para o escopo e área do conhecimento da revista.
  • Resenhas - reúne resenhas de livros publicados há, no máximo, dois anos no Brasil ou em outros países.

 

SUBMISSÕES

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Para que a proposição seja aceita, o primeiro passo consiste em verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. Os autores e/ou coautores deverão excluir seu nome ou qualquer referência a ele de todo o corpo do texto a ser submetido, substituindo-o por “Autor”.


- A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista.

- O artigo contém ao menos um dos membros com título de Mestre.

- O número máximo de três autores em um artigo. A exceção é aberta para pesquisas que ultrapassem esse número, mediante justificativa aos editores.

- Todos os autores e/ou coautores devem ter cadastro no ORCID (https://orcid.org)

- O arquivo deve ser submetido em extensão .DOC em folha formato A4.

- O artigo deve ter a extensão máxima de 45 mil caracteres com espaços (incluindo referências).

- Margem superior e esquerda de 3 cm; margem inferior e direita de 2,5 cm.

- O arquivo deve conter obrigatoriamente: título, resumos, palavras- chave, corpo do texto e referências.

- Palavras em língua estrangeira devem ser grafadas em itálico.

- Título e subtítulo do texto: Times New Roman, tamanho 14, caixa alta, alinhamento centralizado, espaçamento entre linhas 1,15.

- Título, subtítulo e resumo devem ser redigidos em português, inglês e
espanhol ou italiano.

As submissões que não estiverem de acordo com as normas acima serão
devolvidas aos autores.

 

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO, TRADUÇÂO, ENTREVISTA E RELATO DE EXPERIÊNCIA

Os originais deverão ser redigidos na ortografia oficial e digitados em processador de texto Word for Windows, em fonte times new roman, tamanho 12, espaço 1,15, em folha formato A4. O volume de texto do artigo, incluindo resumos, notas e referências, não deverá ultrapassar o limite de 45 mil caracteres com espaço (incluindo referências).

No preparo do original, deverá ser observada a seguinte estrutura:

  1. Título e subtítulo do artigo em caixa alta, letra tamanho 14, espaço 1,15, em negrito (até duas linhas);
  2. Resumo e palavras-chave: o resumo não deve ultrapassar 1.000 caracteres considerando espaços. As palavras-chave, que identificam o conteúdo do artigo, devem ser de no máximo cinco, separadas por ponto (.). Para a redação e estilo do resumo, observar as orientações da NBR-6028/2003, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT);
  3. Título em inglês, abstract e keywords;
  4. Título em espanhol, resumén e palabras clave ou Título em italiano, riassunto e parole chiave;
  5. Corpo do texto, ao longo do qual não deve haver identificação autoral. Se for o caso substituir por “Autor”;
  6. Tabelas e figuras - deverão ser numeradas, consecutivamente, com algarismos arábicos, na ordem em que foram incluídas no texto e encabeçadas por seu título. As ilustrações (fotografias, desenhos, gráficos etc.) serão consideradas figuras. Recomenda-se que estes elementos sejam produzidos em preto e branco, em tamanho máximo de 14 x 21 cm (padrão da revista), apresentando, sempre que possível, qualidade de resolução (a partir de 600 dpis) para sua reprodução direta;
  7. Referências - Devem obedecer a NBR-6023/2018, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), sendo ordenadas alfabeticamente pelo sobrenome do primeiro autor;
  8. Notas de rodapé - quando existirem, devem ser numeradas sequencialmente e colocadas no final do artigo em letra tamanho 10.
  9. Identificação das referências - Ela deve ser feita no corpo do trabalho com a indicação do(s) nome(s) do(s) autor(es), ano de publicação e paginação. Ex.: (OLIVEIRA, 2009, p. 176);
  10. Tradução – as propostas terão o objetivo de divulgar em língua portuguesa textos que se encaixem no escopo da revista, já editados em periódicos e/ou livros em outra(s) língua(s).  A formatação seguirá as regras e o template da PHP indicando em nota de rodapé o(s) reponsável(eis) pela tradução. Uma segunda nota deve ser inserida apresentando brevemente as razões da reedição em língua portuguesa.
  11. Entrevista – podem ser enviadas em língua portuguesa, inglesa, espanhola ou italiana. Devem ser intituladas e formatado nas mesmas regras de artigos, conter uma breve introdução informando dados sobre o/a entrevistado/a, sobre natureza da entrevista e sua contribuição para o campo do conhecimento e da revista, os eixos principais desenvolvidos e os dados do entrevistador ou da equipe entrevistadora. O corpo da entrevista deve compreender as questões e as respostas, com destaque em negrito para as questões. O tamanho terá o limite de cinco (5) laudas escritas;
  12. Relato de experiência - pode ser enviado em língua portuguesa, inglesa, espanhola ou italiana. Deve ser intitulado e formatado nas mesmas regras de artigos, conter uma breve introdução apresentando os dados da pesquisa e suas contribuições (relevância/justificativa, objetivo/s, metodologia, tratamento analítico, principais eixos e conclusões), corpo do texto e resultado da pesquisa. O tamanho terá o limite de seis (6) laudas;
  13. Resenha – é uma contribuição crítica sobre uma publicação de livros ou outras publicações científicas de relevância na área de conhecimento para o escopo da revista. A resenha, além de trazer uma compreensão geral da publicação, deve incorporar a análise crítica e demonstrar a importância da mesma para a área do conhecimento. Deve conter título, autor e/ou coautor, apresentação da publicação contendo os dados da publicação (autoria, título, editora, local, ano, total de páginas e ISBN) no limite de quatro (4) laudas, na formatação de artigos.

 

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Os dados pessoais dos autores e quaisquer dados sobre a publicação ficarão sob os cuidados da revista em função do processo editorial, não sendo divulgados para outras finalidades e/ou terceiros. Todas as informação relacionadas à revista estão sob proteção de software antiplágio (Turnitin).

 

 
TEMPO DE PUBLICAÇÃO

As proposições à Revista Práxis e Hegemonia Popular terão no máximo o tempo de 4 meses para serem avaliadas e comunicadas ao/s proponente/s.

 

POLÍTICA DE PRESERVAÇÂO DIGITAL

A Revista Pr´áxis e Hegemonia Popular possui preservação de seus conteúdos no Sistema LOCKSS de Preservação Digital da Rede Cariniana do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT, por meio de convênio (acordo de cooperação técnica) existente com a UNESP, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho".