As duas faces da ciência de acordo com Tomás de Aquino

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2019.v42esp.04.p57

Palavras-chave:

Tomás de Aquino, Filosofia medieval, Ciência, Sujeito da ciência, Objeto da ciência

Resumo

Tomás de Aquino, ao falar de ciência mostra-se influenciado pelo Segundos analíticos. Entende ciência quer como uma disposição mental, quer como um conjunto de proposições de acordo com as propriedades e relações lógicas e epistêmicas das proposições que dele fazem parte.

Recebido: 30/12/2019
Aceito: 30/12/2019

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Arthur Ribeiro do Nascimento, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Professor Titular Aposentado da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), São Paulo, SP – Brasil.

Professor Titular Aposentado da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, SP – Brasil.

Downloads

Publicado

2020-01-30

Como Citar

Nascimento, C. A. R. do. (2020). As duas faces da ciência de acordo com Tomás de Aquino. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 42(Special Issue), 57–74. https://doi.org/10.1590/0101-3173.2019.v42esp.04.p57

Edição

Seção

Artigos e Comentários