Escândalo e corrupção

Da recriação do "invisível" nos mass media

Autores

  • Joaquim Braga Professor Auxiliar Convidado e Investigador na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra

Palavras-chave:

corrupção, escândalo, invisibilidade, mass media, observação.

Resumo

O fenómeno da corrupção não pode ser pensado sem a inclusão do seu potencial simbólico. A informação que, através dos mass media, aparece construída sob a forma de escândalo, acaba por determinar a própria construção da sua natureza factual. Logo, aqui impera a questão de saber por que é que as práticas corruptas favorecem o discurso do escândalo, bem como a legitimação dos mass mediacomo instrumentos de objectivação dos comportamentos ilícitos. Procuraremos responder a estas questões mediante a formulação de uma estética da “invisibilidade” afecta aos meios de comunicação, que é, por sua vez, reforçada pelo potencial discursivo das práticas corruptas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALEMANN, U. von. Korruption ist Vertrauenssache. Capital, n. 4, p. 13-114, 1993.

BROOKS, R. C. The Nature of Political Corruption. Political Science Quarterly, v. 24, n. 1, p. 1-22, 1909.

DAMPIERRE, E. de. Thèmes pour l'étude du scandale. Annales. Economies, sociétés, civilisations, 9. année, n. 3, p. 328-336, 1954.

HIRSCHMAN, A. The passsions and the interests: Political arguments for capitalism before its triumph. Princeton: Princeton University Press, 1977.

HUNTINGTON, S. P. Modernization and Corruption. In: HEIDENHEIMER, A. J.; JOHNSTON, M.; LeVINE, V. T. (ed.). Political Corruption: A Handbook. New Brunswick. NJ: Transaction, 1989. p. 377-388.

KLAVEREN, J. van. Die historische Erscheinung der Korruption: Die Sonderentwicklung in den Vereinigten Staaten, Vierteljahrschrift für Sozial- und Wirtschaftsgeschichte, 46. Bd., H. 2, p. 204-231, 1959.

LUHMANN, N. Legitimation durch Verfahren. Neuwied-Berlin: Luchterhand, 1969.

LUHMANN, N. Die Realität der Massenmedien. 4. Auflage. Wiesbaden: VS Verlag für Sozialwissenschaften, 2009.

ROUSSEL, V. Les magistrats dans les scandales politiques. Revue française de science politique, 48.e année, n. 2, p. 245-273, 1998.

SIMMEL, G. The Sociology of Secrecy and of Secret Societies. Transl. by Albion W. Small. American Journal of Sociology, v. 11, n. 4, p. 441-498, 1906.

SKINNER, Q. The Foundations of Modern Political Thought. Cambridge: Cambridge University Press, 1978.

THOMPSON, J. B. Media and Modernity: A Social Theory of the Media. Stanford/California: Stanford University Press, 1995.

THOMPSON, J. B. Political Scandal: Power and Visibility in the Media Age. Cambridge: Polity Press, 2000.

THOMPSON, J. B. The New Visibility, Theory, Culture & Society, v. 22, n. 6, p. 31-51, 2005.

TUMBER, H.; WAISBORD, S. (ed.). The Routledge Companion to Media and Scandal. New York: Routledge, 2019.

Recebido: 01/02/2019 - Aceito: 04/7/2020

Publicado

2021-04-22 — Atualizado em 2022-06-29

Como Citar

Braga, J. (2022). Escândalo e corrupção: Da recriação do "invisível" nos mass media. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia Da Unesp, 44(1), 125–144. Recuperado de https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/transformacao/article/view/8710

Edição

Seção

Artigos e Comentários