Imagens disruptivas: elementos surrealistas na concepção de história de Walter Benjamin

Surreal Elements In Walter Benjamin's Conception Of History

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2020.v43n2.03.p39

Palavras-chave:

imagem dialética, iluminação profana, surrealismo

Resumo

No Manifesto surrealista, de 1924, Breton explicita o produto da atividade surrealista como uma “luz de imagem”, gerado pela aproximação involuntária de duas realidades distantes. Essa estrutura dupla da imagem surrealista tem um caráter disruptivo, que rompe com a nossa percepção da realidade cotidiana. Com isso, abre-se a possibilidade de um espaço para a crítica social e histórica, bem como para uma intervenção estético-política justamente em uma sociedade na qual as formas tradicionais de crítica parecem estar neutralizadas. Essa experiência surrealista e esse espaço aberto por ela Walter Benjamin caracteriza respectivamente com a fórmula “iluminação profana” e “espaço de imagem” (Bildraum). Ambos apresentam uma grande semelhança com alguns pontos e consequências, em seus conceitos, tanto de “imagem do pensamento”, como de “imagem dialética”, sobretudo na medida em que esses conceitos também são formulados em meio à crise cultural da sociedade europeia, nos 1920, e buscam uma saída revolucionária para a mesma. Trata-se de investigar aqui, por meio de uma análise comparativa dessas concepções de imagem, até onde vai a influência e a relevância do surrealismo para o pensamento figurativo-dialético de Benjamin e para sua compreensão da história.

Recebido: 27/10/2017
Aceito: 30/6/2019

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco De Ambrosis Pinheiro Machado, Universidade Federal de São Paulo

Professor doutor do Departamento de Filosofia, atuante nas áreas de Estética e Filosofia da Arte, bem como Filosofia e Ciências Humanas. Pesquisa dedicada à Teoria Crítica, particularmente à obra de Walter Benjamin.

Referências

ADORNO, Theodor W. Correspondência 1928-1940 – Adorno-Benjamin. (Tradução José Marcos Mariani de Macedo). São Paulo: Ed. Unesp, 2012.

ALQUIÉ, Ferdinand. La Philosophie du Surrealisme. Paris: Flammarion, 1955.

ARAGON, Louis. O Camponês de Paris. Rio de Janeiro: Imago, 1996.

ARAGON, Louis. Traité du style. Paris: Gallimard, [1928], 2011.

BARCK, Karlheinz. Der Sürrealismus. Die letzte Momentaufnahme der europäischen Intelligenz. In: LINDNER, Burkhardt (Org.). Benjamin Handbuch: Leben-Werk-Wirkung. Stuttgart/Weimar: Metzler, 2006, p. 386-399.

BENJAMIN, Walter. O anjo da história. (Organização e tradução de João Barrento). Belo Horizonte: Autêntica, 2012a.

BENJAMIN, Walter. Briefe. (Orgs. Gershom Scholem e Theodor W. Adorno). Frankfurt am Main: Suhrkamp, 1978.

BENJAMIN, Walter. Gesammelte Schriften, vol. I-VII. (Editado por Rolf Tiedemann e Hermann Schweppenhäuser). Frankfurt a. M.: Suhrkamp, 1991.

BENJAMIN, Walter. Passagens. (Org. Willi Bolle; Col. Olgária Matos; Trad. de Irene Aron e Cleonice P. B. Mourão). São Paulo: Imp. Oficial/ Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2006.

BENJAMIN, Walter. Rua de mão única. (Tradução de Rubens Rodrigues Torres Filho e José Carlos Martins Barbosa). São Paulo: Brasiliense, .4ª ed., 1994.

BENJAMIN, Walter. Surrealismo: o último instantâneo da inteligência europeia. In: BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. (Trad. Paulo Sérgio Rouanet). 8ª ed. Revista. São Paulo: Brasiliense, p. 37-50, 2012b. (Obras escolhidas, vol. 1).

BENJAMIN, Walter. A imagem de Proust. In: BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. (Trad. Paulo Sérgio Rouanet; Rev. Téc. Márcio Seligmann-Silva). 8ª ed. São Paulo: Brasiliense, p. 21-36, 2012c. (Obras escolhidas, vol. 1).

BOLLE, Willi. Nota introdutória. In: BENJAMIN, Walter. Passagens. (Org. Willi Bolle; Col. Olgária Matos; Trad. de Irene Aron e Cleonice P. B. Mourão). São Paulo: Imp. Oficial/ Belo Horizonte: Ed. UFMG, p. 899-900, 2006.

BRETAS, Aléxia. Da psique ao mundo das coisas: a materialidade do sonho em Walter Benjamin. Revista Limiar, Guarulhos, vol. 3, nr. 6, p. 62-78, 2. sem. 2016.

BRETON, André. Manifestes du surréalisme. Paris: Gallimard, 1963.

BRETON, André. Manifestos do surrealismo. (Tradução de Sérgio Pachá) Rio de Janeiro: Nau, 2001.

BÜRGER, Peter. Der französische Surrealismus: Studien zur avangardistischen Literatur. 2. erweiterte Auflage. Frankfurt a.M.: Suhrkamp, 1996.

FAVARETTO, Celso. Tropicália , alegoria, alegria. Cotia-SP: Ateliê Editorial, 4ª ed., 2007.

FÜRNKÄS, Josef. Image de pensée et miniature selon W. Benjamin. In: RAULET, G; FÜRNKÄS, J.(Orgs.). Weimar: le tournant esthétique. Paris: Anthropos, p. 288-299, 1988.

GATTI, Luciano. “Walter Benjamin e o surrealismo: escrita e iluminação profana”, Artefilosofia, Ouro Preto, nr. 6, p. 74-94, abr. 2009.

LÖWY, M. Walter Benjamin e o surrealismo: história de um encantamento revolucionário. In: LÖWY, M. Estrela da manhã: surrealismo e marxismo. (Tradução Eliana Aguiar) Rio de Janeiro, 2002.

NADEAU, Maurice. História do surrealismo.(Trad: Geraldo G. de Souza) São Paulo: Perspectiva, 2008.

PAZ, Octavio. Imagem. In: PAZ, Octavio. Signos em Rotação. São Paulo: Perspectiva, 1996.

PINHEIRO MACHADO, Francisco. Disrupção subjetiva e crítica social: surrealismo e imagens de pensamento benjaminianas. Revista Filosofia e Educação, v. 8, p. 92-111, 2016.

RAULET, Gérard. Einbahnstrasse. In: LINDNER, Burkhardt (Org.). Benjamin Handbuch: Leben-Werk-Wirkung. Stuttgart/Weimar: Metzler, p. 359-373, 2006.

ROUANET, Paulo Sérgio. As razões do iluminismo. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

WEIGEL, Sigrid. Passagen und Spuren des ‘Leib- und Bildraums’ in Benjamins Schriften. In: WEIGEL, Sigrid (Org.). Leib- und Bildraum: Lektüren nach Benjamin. Köln/ Weimar/ Wien: Böhlau, p. 49-64, 1992.

Recebido: 27/10/2017 - Aceito: 30/6/2019

Downloads

Publicado

2020-06-30 — Atualizado em 2021-09-01

Como Citar

Pinheiro Machado, F. D. A. (2021). Imagens disruptivas: elementos surrealistas na concepção de história de Walter Benjamin: Surreal Elements In Walter Benjamin’s Conception Of History. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 43(2), 39–70. https://doi.org/10.1590/0101-3173.2020.v43n2.03.p39

Edição

Seção

Artigos e Comentários