APROXIMAÇÕES ENTRE NIETZSCHE E ADORNO ACERCA DA MASSIFICAÇÃO DA CULTURA E DA VIDA ADMINISTRADA

Autores

  • Francisco FIANCO

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31732017000300003

Palavras-chave:

Nietzsche, Adorno, Estética

Resumo

Pretendemos pensar as relações entre arte e sociedade, tendo sempre em mente a tensão irredutível entre a autonomia e a heteronomia de uma em relação a outra. Para tanto, traçaremos uma análise dos argumentos principais a respeito dessa relação dialética, em dois momentos distintos da reflexão filosófica sobre o tema. Em um primeiro momento, traremos a defesa de uma certa autonomia da arte com referência não apenas à sociedade que a produz, como também aos valores morais que são ensinados através dela, com as reflexões e, sobretudo, com as críticas de Nietzsche sobre suas interpretações da tragédia clássica, a partir principalmente de O Nascimento da Tragédia, para, em um segundo momento, poder traçar um paralelo dessa argumentação com a constatação de Adorno a respeito da instrumentalização e da comercialização da arte, no contexto contemporâneo, expondo algumas das críticas de Nietzsche realizadas no séc. XIX sobre as produções culturais gregas do séc. IV a. C. e contextualizando-as em relação aos fenômenos estéticos contemporâneos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco FIANCO

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Downloads

Publicado

2017-08-15

Como Citar

FIANCO, F. (2017). APROXIMAÇÕES ENTRE NIETZSCHE E ADORNO ACERCA DA MASSIFICAÇÃO DA CULTURA E DA VIDA ADMINISTRADA. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 40(3), 29–44. https://doi.org/10.1590/S0101-31732017000300003

Edição

Seção

Artigos e Comentários